#PraCegoVer: Na imagem temos um jovem dançando break em uma rua movimentada, ele está no ar e apenas uma das mãos no chão equilibra o resto do corpo. Atrás dele, outros três jovens o incentivam, mais atrás um grupo de pessoas observa a cena.

O Comitê Organizador da Olimpíada de Paris, que será realizada em 2024, propôs que o break, um estilo de dança de rua, seja incluído no evento. A proposta será analisada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), que terá até dezembro de 2020 para decidir se a sugestão será acrescentada à lista de modalidades.

“[É um] esporte urbano, universal e popular, com mais de um milhão de fãs na França”, escreveu o comitê organizador no perfil do Twitter Paris 2024. Segundo o presidente da entidade, Tony Estanguet, a ideia é que os participantes disputem “batalhas”, nas quais terão que improvisar movimentos ao som da música.

Além do break, o comitê sugeriu que skate, escalada e surfe façam parte da lista de esportes da Olimpíada de Paris. Nos jogos de Tóquio 2020, essas modalidades vão fazer sua estreia nos Jogos Olímpicos e a entidade francesa quer que elas também estejam presentes na edição de 2024.


O que é o break?
Esse estilo de dança foi criado em Nova York, nos Estados Unidos, na década de 1970. Embalados por uma música, os participantes fazem movimentos ousados com o corpo. Em competições, geralmente há juízes para dar notas para o desempenho dos participantes ou escolher quem avança para a próxima fase.


Break nos Jogos Olímpicos da Juventude
No ano passado, a modalidade estreou nos Jogos Olímpicos da Juventude, disputado em Buenos Aires, na Argentina. Foi um sucesso entre o público.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 127 do jornal Joca.

Enquete

Qual é o acontecimento mais esperado de 2020?

Comentários (0)

Compartilhar por email