Pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, descobriram uma maneira diferente – e sustentável – de fazer pneus de carros.

Ohio State University/Divulgação

Eles usaram resíduos de pele de tomate e casca de ovo em substituição à fuligem, material produzido pela combustão incompleta de derivados de petróleo, utilizado como reforço para encher os  pneus de automóveis e outros artigos de borracha.

Conhecida também como negro de fumo, a fuligem é um pó bem fino responsável por 30% da matéria-prima de um pneu e também por sua cor preta característica.

Peles de tomate e ovos moídos – Ohio State University/Divulgação

Os cientistas já realizaram testes, que comprovaram que a borracha produzida com os novos ingredientes excedem os padrões industriais de desempenho. A principal diferença é em relação à cor, que pode variar entre tons mais ou menos avermelhados.

Cascas de ovos

De acordo com Dra. Katrina Cornish, pesquisadora sênior da universidade, a descoberta pode resolver três problemas: será mais sustentável ao não ser feito de borracha, não dependerá do petróleo para a fabricação e reduzirá o lixo dos aterros sanitários.

Pele de tomate

Hoje, os americanos consomem 13 milhões de toneladas de tomates, sendo a maioria enlatados ou processados de alguma forma, e 100 bilhões de ovos por ano. As usinas de processamento de tomate descartam pilhas de peles, enquanto a indústria de ovos usa apenas metade da produção no país.

 

Enquete

Que tipo de live você mais gosta de assistir?

Comentários (1)

  • João Pedro Ferraço Torres

    3 anos atrás

    Muito legal !

Compartilhar por email