O prefeito Silmar de Souza, da cidade de Nossa Senhora do Livramento, no Mato Grosso, reduziu o seu salário e de mais 10 funcionários para equilibrar as contas da prefeitura.

Prefeito assina decreto para diminuir próprio salário | Divulgação

Silmar assinou um decreto que diminui em 25% os seus rendimentos, além dos salários do vice-prefeito, do procurador, dos secretários e do contador. A medida já começa a valer este mês.

Com a medida, o prefeito, que ganhava R$ 14 mil, passa a receber R$ 10,5 mil; o salário de R$ 7 mil do vice-prefeito cai para R$ 5.250 mil, e os servidores que ganhavam R$ 5,3 mil, passam a receber R$ 3,9 mil.

Nossa Senhora do Livramento tem cerca de 12,5 mil habitantes

Além do corte salarial, o prefeito também reduziu despesas e proibiu o pagamento de horas extras para todos os servidores, exceção apenas para os casos devidamente justificados e autorizados por ele.

A medida foi necessária já que o orçamento da prefeitura está apertado devido à queda na arrecadação de impostos e à diminuição no repasse de verbas dos governos estadual e federal.

Mato Grosso

O decreto assinado por Silmar também veda a criação de novos cargos e limita o horário de trabalho das 7h às 15h. Antes, o expediente era das 7h às 16h.

A cidade de Nossa Senhora do Livramento fica a 32 km de Cuiabá e tem aproximadamente 12,5 mil habitantes.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email