Os brasileiros estão comprando mais livros durante a pandemia. Em março de 2021, as vendas subiram 38,38% na comparação com o mesmo mês em 2020. Em números, foi vendido um milhão de livros a mais em março deste ano. Os dados fazem parte do relatório Painel do Varejo de Livros, elaborado pela empresa Nielsen e divulgado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel).

Os dados são coletados pelo sistema de monitoramento Nielsen BookScan, presente em 11 países, como Brasil, Índia, México e Reino Unido. As informações são obtidas em livrarias e outras lojas que comercializam livros, sejam elas físicas ou virtuais.

As empresas de livros tiveram aumento de 28,46% no faturamento (dinheiro que ganham com a venda desses produtos). Já o preço médio de cada exemplar caiu de 45,56 reais para 42,29 reais. O motivo para a queda no preço foi o desconto maior oferecido pelas editoras para incentivar as compras durante a pandemia, que trouxe desemprego e queda no consumo. Os descontos passaram de 16,84% em 2020 para 24,98% em 2021.

#pracegover: a foto mostra uma pessoa procurando por livros em estante de livraria. Foto: Getty Images

Gêneros mais vendidos
A pesquisa também revelou que o gênero que mais cresceu em vendas foi o de ficção. Esse tipo de literatura, que representava 17,62% das comercializações em março de 2020, passou para 21,65% no mesmo mês deste ano. Por outro lado, o gênero infantil, juvenil e educacional teve a maior queda, passando de 30,96% para 24,86% e perdendo o posto de mais vendido.

O gênero campeão de vendas em março de 2021 foi de não ficção especialista (livros de áreas específicas como economia, direito e negócios), com 30,45%, contra 27,91% no ano passado.

Fontes: Consumidor Moderno, O Globo, PublishNews e Superinteressante.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 171 do jornal Joca.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (1)

  • Joana

    11 meses atrás

    Achei bem legal essa matéria ?

Compartilhar por email