Upset problem child sitting on a street corner concept for bullying, depression, child protection or loneliness

Edição 110

Respostas dos alunos da Scuola Italiana Eugenio Montale

Iria até a polícia e pediria para eles me ajudarem a encontrar meus pais. Valerie C., 3º ano

Eu pediria ajuda para o porteiro. Gabriel S., 3º ano

Eu deitaria no chão e choraria. Pietro C., 3º ano

Eu iria para a casa de uma amiga. Laura C., 3º ano

Pediria ajuda para alguém. Beatriz G., 3º ano

Eu sairia correndo e pediria ajuda. Manuela S., 3º ano

Eu ligaria para os meus pais pelo celular. Marco I., 3º ano

Eu procuraria por alguma autoridade, como um policial ou um bombeiro. Caio F., 3º ano

Eu procuraria um guarda. Sofia S., 3 ano

Eu falaria com algum responsável. Sophia S., 3º ano

Espere. Sofia D.

Eu tentaria achar alguém para me ajudar. Luca B., 3º ano

Eu chamaria a polícia. Estela R., 3º ano

Eu falaria com a polícia. Eduarda S., 3º ano

Eu ficaria assistindo a televisão até achá-los. Miguel B., 3º ano

Eu iria sentar e chorar. Felipe C., 3º ano

Eu iria procurá-los. Felipe S., 3º ano 

Eu entraria em contato com algum parente ou com a minha escola e pediria para eles ligarem para os meus pais. Também tentaria procurá-los. Enrico C., 5º ano

Eu pediria um telefone emprestado e ligaria para a minha mãe. Leonardo R., 10 anos

Se fosse um lugar fechado, tentaria encontrá-los. Se fosse um lugar aberto, pediria ajuda para alguém. Victor M., 5º ano

Eu pediria ajuda. Se eu me perdesse e não encontrasse ninguém, ficaria com medo. Maria Laura, 5º ano.

Eu procuraria alguém que me ajudasse a voltar para casa. Giovanna T., 5º ano

Eu ficaria gritando o nome da minha mãe até ela me achar. Leonardo L., 5º ano

Não falaria com ninguém. Ficaria parado em um canto e esperaria meus pais chegarem. Rafael C., 5º ano

Se eu não conseguisse encontrar meus pais, procuraria uma família e pediria para eles me ajudarem a encontrá-los. Barbara A., 5º ano

Ligaria para os meus melhores amigos, pois o pai deles é um dos melhores amigos do meu pai. Ficaria com eles enquanto o meu pai não fosse me buscar. Gustavo S., 5º ano

Eu esperaria no lugar em que me perdi. Se meus pais não aparecessem, eu tentaria ligar para eles de um orelhão ou tentaria falar com um policial que estivesse por perto. Ana Clara V., 5º ano

Iria atrás de um policial e diria o meu nome e os nomes dos meus pais. Se eles não conseguissem encontrá-los, iria para a minha casa e esperaria. Lucas S., 5º ano

Eu pediria ajuda de adulto para ligar para os meus pais. Valentina G., 5º ano

Eu tentaria achar um telefone e ligaria para os meus pais. Pietro G., 5º ano

Se eu estivesse no shopping, por exemplo, procuraria um segurança e pediria para ele procurar meus pais. Clara S., 5º ano

Eu chamaria um segurança ou ficaria em um cantinho até eles me encontrarem. Maddalena G, 5º ano

Eu iria procurá-los. Rafael T.

Se eu tivesse um celular, ligaria para os meus pais. Se não tivesse, pediria para o porteiro do local ligar para eles. Franco S., 4º ano

Eu permaneceria no mesmo lugar. Se demorasse muito, iria para a casa de um conhecido. Manuela A., 4º ano

Eu iria para a delegacia e pediria para a polícia procurá-los. Stefano D., 4º ano

Eu pediria um telefone emprestado e ligaria para a minha mãe, dizendo onde ela poderia me encontrar. Maria Tereza C., 4º ano

Eu estou quase sempre com o meu celular, então poderia ligar para os meus pais. Se eu não estivesse com ele, poderia pedir para alguém ligar para eles. Maria Luisa C., 4º ano

Eu ligaria para a polícia. Hugo B., 4º ano

Se eu estivesse com o meu celular, ligaria para eles ou para a polícia. Leona B., 4º ano

 

Enquete

Como você prefere estudar enquanto está em casa?

Comentários (3)

  • Bianca Valentim de Oliveira

    2 anos atrás

    Eu tentaria voltar até minha casa com cuidado, ou se estivesse longe, iria até a casa de um parente mais próximo, lá eu iria ligar e esperar meus pais chegarem.

  • Guilherme Bernardo Mazzoni Souto

    2 anos atrás

    eu pediria para alguem ligar para eles

  • be.Living Educação Bilingue

    2 anos atrás

    eu ficava pedindo dinheiro na rua

Compartilhar por email