No início de maio, governantes do Pará (Região Norte), Bahia, Ceará e Maranhão (Nordeste) e Rio de Janeiro (Sudeste), decretaram lockdown (confinamento, em inglês) em alguns municípios. Por conta do avanço da pandemia de covid-19 nesses locais, a medida impõe o bloqueio total, proibindo que as pessoas saiam de casa a menos que precisem fazer algo considerado essencial — antes, na quarentena, havia apenas a orientação para ficar em casa.

#pracegover: fiscal, vestindo máscara, em praia da Bahia. Não há pessoas na areia e se vê uma placa com a frase: praia interditada. Foto: Alfredo Filho e Bruno Concha_Secom Salvador

Algumas das novas regras que passaram a valer com o lockdown são: só é permitido circular (tanto a pé quanto em veículos) em casos essenciais, como para trabalhar em hospitais ou comprar comida; é proibida a entrada e saída de veículos na região (com exceção para ambulâncias e caminhões); atividades não essenciais estão suspensas.

#pracegover: dois homens, vestidos com camiseta de manga comprida preta e máscara no rosto, conversam com mulher dentro de loja aberta. Foto: Bine Morais/Agencia São Luis

Veja a situação por Estado:

Ceará: a medida passou a valer na capital, Fortaleza, em 8 de maio e vai até o dia 20.

Maranhão: o lockdown entrou em vigor em 5 de maio, com previsão de durar dez dias, em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

Bahia: alguns bairros de Salvador estão em lockdown por sete dias desde 9 de maio

Pará: o decreto passou a valer em 7 de maio para Ananindeua, Belém, Benevides, Breves, Castanhal, Marituba, Santa Bárbara do Pará, Santa Izabel do Pará, Santo Antônio do Tauá e Vigia.

Rio de Janeiro: nas cidades de Niterói e São Gonçalo, a medida começou em 11 de maio e vale até o dia 15. Na capital do estado, foi decretado lockdown parcial em alguns bairros, como Bangu.

O que eu penso sobre…
“Nestes dias, eu e minha família estamos ficando em casa, saímos apenas para ir à farmácia e ao supermercado. É muito importante para a nossa proteção, porque os hospitais já estão ficando sem espaço. As ruas estão bem menos movimentadas, não vejo quase ninguém fora de casa.” Ana Clara C., 10 anos, de São Luís (MA)

#pracegover: policial, uniformizado e de máscara, aborda vendedor ambulante, que está vestindo máscara no rosto. Foto: Secom_Pará

Outras medidas pelo Brasil

Amazonas: no município de Tefé, estão proibidas a circulação (exceto em casos de urgências) e a aglomeração de pessoas entre 15h e 6h, até 15 de maio.

São Paulo: o rodízio de veículos, que acontece na capital, teve mudanças nas regras a partir do dia 11 — saiba mais no site do Joca: bit.ly/medidas-quarentena-Brasil. A quarentena foi renovada até o dia 31.

Minas Gerais: a partir de 5 de maio, a prefeitura da capital, Belo Horizonte, proibiu eventos em que as pessoas se reúnem dentro de carros (chamados de drive-in). Também estão vetadas reuniões em áreas comuns de condomínios e estacionamentos.

Números pelo Brasil

Casos confirmados: 168.331*
Pessoas recuperadas: 67.384*
Mortes: 11.519*

Fontes: CNN, Correio Braziliense, Diário do Nordeste, Exame, G1, O Povo, R7, Terra, UOL e Voz da Bahia

*De acordo com o Ministério da Saúde em 11 de maio de 2020.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 149 do jornal Joca.

Enquete

Você conhece alguém que já tomou a primeira dose da vacina contra a covid-19?

Comentários (0)

Compartilhar por email