De acordo com dados da Universidade John Hopkins, dos Estados Unidos, o mundo superou a marca de 5 milhões de mortes por covid-19, no dia 1º de novembro. O país com mais perdas de vida foram os EUA, com cerca de 745 mil mortes, seguido pelo Brasil (mais de 609 mil) e pela Índia (em torno de 459 mil).

Segundo especialistas consultados pelo jornal The New York Times, como o epidemiologista Denis Nash, o número pode ser ainda maior, já que algumas nações, como Índia e Etiópia, não conseguem registrar os óbitos com precisão. Por outro lado, a quantidade de mortes vem caindo conforme a vacinação avança. As exceções estão em alguns países, como Rússia e China, onde o aumento da circulação de pessoas fez os casos voltarem a crescer, levando a novas medidas restritivas (veja na edição 179).

#pracegover: Ilustração do vírus responsável pela Covid-19. Crédito de imagem: Getty Images

Covid-19 e outras doenças
O novo coronavírus não causou a maior (nem a menor) crise sanitária da história. Veja os números de outras doenças:

H1N1: o vírus se espalhou em 2009 e causou 18,5 mil mortes naquele ano.

SARS: vírus também registrado pela primeira vez na China, causou 774 mortes, entre 2002 e 2003, antes de a Organização Mundial da Saúde declarar o fim da epidemia.

EBOLA: cerca de 15,3 mil mortes desde sua descoberta, em 1976.

GRIPE ESPANHOLA: por ser muito antiga (a pandemia aconteceu entre 1918 e 1919) não existiam sistemas de monitoramento de casos como os de hoje. Sabe-se, entretanto, que entre 50 milhões e 100 milhões de pessoas perderam a vida.

Fontes: Agência Brasil, CNN, G1, Galileu, Organização Mundial da Saúde, The New York Times, UOL e Veja Saúde.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 180 do jornal Joca

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email