O sítio arqueológico Machu Picchu, no Peru, considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno, agora tem um roteiro acessível para cadeirantes. O passeio foi criado em janeiro pela agência de turismo Wheel the World, que trabalha com visitas acessíveis para portadores de deficiência no Chile, Peru e México.

#pracegover: em Machu Picchu, dois cadeirantes aparecem na imagem, vestindo casacos na cor verde-limão. À esquerda deles, um homem agachado também aparece na imagem.

Machu Picchu é uma antiga cidade dos incas, civilização que viveu aproximadamente entre 3000 a.C. e o ano 1500, considerada sagrada por seu povo. O lugar foi descoberto em 1911, depois de ficar quase 400 anos escondido na mata – por todo esse tempo, era conhecido apenas por moradores locais.

Como o local é considerado patrimônio mundial pela Organização das Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), não é possível fazer mudanças em sua estrutura. Por isso, nunca foram instaladas rampas de acessibilidade em Machu Picchu, o que dificultava a visita de cadeirantes. O novo passeio usa cadeiras de rodas adaptadas, feitas para aguentar o relevo da área, cheio de subidas e descidas.

O que é um sítio arqueológico?
É um local onde evidências de como era a vida de seres humanos no passado (antigo ou recente) estão preservadas.

Fontes: Wheel the World, Hypeness, Insider, Pisa Trekking e Viagem e Turismo.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 127 do jornal Joca.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2021?

Comentários (0)

Compartilhar por email