Joao-Doria-SP-Fase-Vermelha-Fim-de-Ano
João Doria (PSDB), governador do estado de São Paulo, durante a coletiva de imprensa do dia 22 de dezembro. Foto: reprodução de vídeo/governo de São Paulo

Em coletiva de imprensa no dia 22 de dezembro, o governo de São Paulo anunciou o endurecimento das medidas de restrição para conter o avanço do novo coronavírus no estado durante as festas de fim de ano. Nos dias 25, 26 e 27 de dezembro e 1º, 2 e 3 de janeiro, todo o estado paulista retornará para a fase vermelha (a mais rígida do plano estadual de flexibilização). Com isso, poderão ficar abertos apenas serviços essenciais nessas datas, como supermercados e farmácias.

A mudança, no entanto, não será temporária para a região de Presidente Prudente, que abrange 45 municípios. Essa área passa para a fase vermelha no dia 25 de dezembro e segue nela por período indeterminado (ao menos até a nova reclassificação, prevista para 7 de janeiro) por causa do aumento no número de casos e a falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o tratamento de doentes.

“Essas medidas que nós estamos tomando são medidas duras, nenhum de nós aqui gosta de tomar esse tipo de medida, a gente sabe o sacrifício que todos estão fazendo, a gente sabe o sacrifício que setores da economia têm enfrentado nesse período, mas nós temos que fazer uma opção, a opção pela segurança, a opção por não correr riscos”, disse o secretário-executivo do comitê de saúde do estado, João Gabbardo, durante a coletiva de imprensa.

Desde 2 de dezembro, todo o estado estava na fase amarela do plano de flexibilização (em que restaurantes e o comércio, por exemplo, podem ficar abertos com restrição de horário de funcionamento). Nas últimas quatro semanas, o estado de São Paulo teve um aumento de 54% no número de casos e de 34% no número de mortes por covid-19, de acordo com dados do governo estadual.

A situação no estado de São Paulo em 22 de dezembro

Total de casos confirmados: 1.398.757
Total de mortes: 45.395
Fonte: governo do estado de São Paulo.

Fontes gerais da notícia: Estadão, Folha de S.Paulo, G1 e governo do estado de São Paulo.

Enquete

Qual é a sua maior promessa de ano-novo?

Comentários (0)

Compartilhar por email