Imagem relacionada

Na quinta-feira, dia 24, alunos de escolas municipais de São Paulo mostraram, no Cine Olido, em São Paulo, oito curtas que falam sobre a convivência com pessoas com deficiência.

A imagem está no formato retangular na horizontal. Nela contém uma menina de lado no canto direito da foto, com os cabelos pretos , com uma câmera profissional pendurada no pescoço, tirando uma foto. Fim da descrição.

Os filmes, que foram feitos pelos próprios estudantes, fazem parte do projeto “Inclusão na tela: o olhar dos estudantes”. Para comemorar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, celebrado no dia 3 de dezembro, os alunos fizeram entrevistas, filmagens e escreveram textos. Tudo isso com o objetivo de que as pessoas que assistam, pensem sobre o dia a dia dos deficientes.

No curta “O Essencial da Vida”, por exemplo, uma cadeirante fala sobre as atividades que gosta de fazer, como sair com os amigos e ir ao parque. “Eu saio com as minhas amigas para todos os lugares. Eu gosto de ir à baladas, parques, cinemas. Para a sociedade, isso ainda é um mito. As pessoas pensam que deficiente só pode andar com deficiente e não necessariamente você precisa andar com alguém igual a você”, disse.

campus-20-cacadores-noticias

 

 

Os alunos que produziram os curtas fazem parte de um programa chamado “Imprensa Jovem”. Nele, alunos de escolas municipais do Ensino Fundamental I e do Ensino Fundamental II pensam em matérias, fazem pesquisas e editam o material.

Os professores acompanham, ajudam, tiram dúvidas e orientam os alunos durante todo o processo. Ao todo, mais de 2,5 mil estudantes já passaram pelo programa.




 

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email