A vereadora Fabiane Rosa, de Curitiba, no Paraná, quer criar uma lei para proibir os fogos de artifício na cidade.

Segundo  ela, os artefatos podem fazer mal para os animais, que ficam assustados com o barulho e podem ter problemas de saúde, como ansiedade, batimento cardíaco acelerado, tremores, entre outros.

Além disso, Fabiane diz que os fogos também prejudicam os seres humanos, que podem ter queimaduras ao serem atingidos por um explosivo.

Para levar a ideia adiante, a vereadora quer que, em fevereiro, seja criada uma audiência pública, um encontro onde as autoridades ouvem a opinião da população a respeito de um determinado assunto. Por enquanto, a audiência ainda não está confirmada.

A vereadora Fabiane Rosa

A ficar sabendo da proposta de Fabiane, a Associação Industrial e Comercial dos Fogos de Artifício do Paraná disse que a medida não faz sentido e que não passa de uma forma de agradar a população para conseguir votos.

Além disso, há também quem diga que os fogos de artifício ajudam a trazer dinheiro para as cidades em épocas festivas, como o Réveillon.

Réveillon na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro.

Todos os anos a cidade do Rio de Janeiro recebe, por exemplo, turistas que querem ver o show de cores no céu da cidade.

No fim de 2016, a RioTur, empresa de turismo da cidade, anunciou que o Rio receberia na passagem do ano, 865 mil turistas. Isso representaria um faturamento de 2,2 bilhões de reais para o local. Esse dinheiro pode ser usado para melhorar a vida dos moradores com a construção de escolas, hospitais e melhoria nos serviços da região.

 

 

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (1)

  • Giovanna Silva Souza

    1 ano atrás

    Nossa que situação chata

Compartilhar por email