O ex-presidente Michel Temer voltou à prisão no dia 9 de maio. Desta vez, ele está preso na cidade de São Paulo. Temer havia sido detido preventivamente no dia 21 de março, no Rio de Janeiro, mas foi solto quatro dias após a Justiça aprovar seu habeas corpus — recurso judicial usado para garantir a liberdade de uma pessoa presa injustamente, por exemplo. Um dia antes da nova prisão, o Tribunal Federal Regional cancelou o habeas corpus concedido ao político. Temer é acusado de ser o chefe de uma organização criminosa que desviava recursos das obras públicas da usina nuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro. O político nega o crime, e a defesa dele entrou com um novo pedido de habeas
corpus no Superior Tribunal de Justiça. Entenda mais sobre o caso na edição 128 do Joca.

Fontes: Agência Brasil, Estado de Minas e G1

#pracegover: O ex-presidente da República Michel Temer acena ao lado de outros líderes mundiais durante encontro na cidade de Lima, no Peru, em 2018. Crédito: Manuel Medir/Getty Images.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 131 do jornal Joca.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email