pequenosegredo-1

Pelo menos oito países da América Latina já anunciaram o filme que os representará na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Oscar, o prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, em 2017.

No total, 44 países de todo o mundo também já inscreveram seus representantes para o prêmio. O prazo de inscrição se encerra no dia 5 de outubro.

Por seu sucesso entre o público brasileiro, Aquarius era considerado o título a ser indicado pelo Brasil para o prêmio norte-americano, mas o eleito pelo Ministério da Cultura do governo de Michel Temer foi o longa Pequeno Segredo, de David Schurmann.

pequenosegredo-4 img-1039273-pequeno-segredo

O filme ainda não chegou aos cinemas do país, mas conta a história real da família Schurmann, uma família de velejadores, que adota uma criança soropositiva.

Poster do filme 'Pequeno segredo'
Ainda faltam se inscrever, 13 países latino-americanos. A Argentina deve indicar La larga noche, de Francisco Sanctis, dirigido por Francisco Márquez e Andrea Testa.

A Academia de Hollywood anunciará no dia 17 de janeiro os nove finalistas entre os inscritos pelos países e, no dia 24, os cinco nomeados da categoria. A cerimônia de entrega do prêmio do Oscar 2017 será realizada no dia 26 de fevereiro em Los Angeles, nos EUA.

Veja os outros concorrentes ao Oscar de melhor filme estrangeiro:

Resultado de imagem para Neruda, de Pablo Larraín
Chile: filme Neruda, de Pablo Larraín, estrelado pelo ator mexicano Gael García Bernal, que conta a história da vida do escritor e político chileno Pablo Neruda e na história do Chile no fim dos anos 1940.

Resultado de imagem para Alias María, de José Luis Rugeles
Colômbia: Alias María, de José Luis Rugeles, que conta a história de uma menina guerrilheira de 13 anos em meio ao conflito entre grupos armados e forças do governo colombiano.

Cuba: El acompañante, de Pavel Giroud, se passa nos anos 1980 e conta a história de um boxeador que é pego no exame antidoping e tem que trabalhar como acompanhante de pessoas com HIV.
Resultado de imagem para Desierto, dirigido por Alfonso e Jonás Cuarón
México: Desierto, dirigido por Alfonso e Jonás Cuarón, pai e filho. Conta a história de Moisés, líder de um grupo de imigrantes mexicanos que tenta atravessar a fronteira do país com os EUA.

República Dominicana: Flor de Azúcar, do diretor Fernando Baez Mella. Se passa em 1948, durante a ditadura de Rafael Leónidas Trujillo Molina (1930-1961), e conta a história de um camponês que foge para uma ilha de pescadores após assassinar, acidentalmente, um guarda abusivo.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email