Pesquisa mostra que classe média encolheu em 2015 e que outras 914 mil famílias passaram a fazer parte das classes mais baixas

O padrão de vida piorou para 1 milhão de famílias da classe média no ano passado, mostrou uma pesquisa da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep), .

Para avaliar as mudanças na chamada “pirâmide social”, dividida em seis classes, o estudo levou em conta a quantidade de bens, o tempo de escolaridade e o acesso a serviços públicos.

No ano passado, os pesquisadores descobriram que caiu o padrão de vida de 1 milhão de famílias que estavam nas classes B1, B2 e C1, o meio da pirâmide.

Também aumentou o número de brasileiros nas classes mais pobres: 914 mil famílias passaram a fazer parte das classes mais baixas (C2, D e E), em que a renda média varia entre R$ 768 e R$ 1,625.

Isso aconteceu por que o mercado de trabalho vai mau, tem menos gente trabalhando e as pessoas que trabalham estão ganhando menos.

 

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email