No Brasil, 14 mil toneladas de medicamentos vencem todo ano e não há nenhuma lei ou informação oficial que defina onde eles devem ser descartados. Jogar remédios no lixo comum ou no esgoto traz risco para o meio ambiente e para a nossa saúde, já que eles têm diversas substâncias químicas.

Resultado de imagem para remédio vencido

As substâncias destarcadas contaminam o solo, o lençol freático, vão para o rio e as bactérias vão tornando-se cada vez mais resistentes. Uma lei federal que trata do assunto está no Congresso desde 2012, mas até agora nada foi decidido.

Nesse mês, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou uma norma sobre os descartes: o governo terá que instalar pontos de recebimento em farmácias, clinicas e ambulatórios, mas ainda não se sabe quem vai pagar pelo recolhimento dos produtos. Enquanto isso, a opção é o Descarte Consciente, iniciativa de uma empresa com uma rede de farmácias que foi reconhecida pelo Ministério do Meio Ambiente. Eles têm 700 pontos de coleta em 3 estados e, em 5 anos, já recolheram mais de 170 toneladas de remédios vencidos.

Resultado de imagem para remédio vencido

Saiba mais:

Para descartar, procure as farmácias, postos de saúde ou ligue para ANVISA no 0800 642 9782 ou acesse http://www.descarteconsciente.com.br/

Tem medicamento em casa e não vai mais usar? Doe! Há postos de coleta que repassam a quem precisa. Vá a um posto de saúde.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois isso contamina os rios.

Nunca jogue comprimidos no lixo, pois polui o solo e alguém pode absorvê-los.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (1)

  • C

    1 ano atrás

    CLARICE

Compartilhar por email