A pandemia do novo coronavírus levou Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) ao redor do planeta a ficar sem respiradores suficientes para atender todos que precisam do aparelho. Por isso, os cientistas começaram uma corrida para encontrar formas de produzir respiradores baratos, de maneira rápida e com fácil manutenção. No dia 23 de abril, a Nasa (agência espacial norte-americana) divulgou a própria versão da máquina.

A novidade foi batizada de Vital, uma sigla para ventilator intervention technology accessible locally (tecnologia de intervenção de ventilador acessível localmente, em tradução livre). Para chegar ao resultado, a Nasa pediu que os engenheiros do Laboratório de Propulsão a Jato (responsável, entre outras coisas, pelos foguetes) pausassem seus trabalhos e redirecionassem o foco para a invenção.

O Vital pode ser montado rapidamente, tem menos peças do que um respirador tradicional e pode ser carregado com facilidade para a casa de infectados e hospitais de campanha (hospitais temporários em estádios, por exemplo). Como foi montado pensando em pacientes com covid-19, o aparelho fornece oxigênio com a pressão exata de que esses doentes precisam. Até o fechamento desta edição, não havia uma data prevista para o Vital ser usado nos hospitais, já que ainda é necessária a aprovação da Food and Drug Administration (FDA), agência regulamentadora para alimentos e medicamentos dos Estados Unidos.

Nasa-respiradores-edicao-149
#pracegover: cientistas vestem capa de proteção azul e usam máscaras. Eles estão ao lado de um respirador. Foto: divulgação.

O que é um respirador?
Também chamado de ventilador pulmonar, é uma máquina que assopra ar (ou oxigênio misturado com outros gases) para o pulmão de quem está com insuficiência respiratória (dificuldade para respirar sozinho), sintoma presente em casos mais graves de covid-19.

Novos respiradores criados no Brasil
• Engenheiros da Escola Politécnica (Poli), da Universidade de São Paulo (USP), criaram um respirador 15 vezes mais barato do que o tradicional e que pode ser fabricado em duas horas. Batizado de Inspire, ele já está em produção.
• Pesquisadores do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) também criaram um respirador mais barato. Eles deixaram os direitos de produção abertos para quem tiver interesse em produzi-los.
• A fabricante de aviões Embraer não criou um respirador, mas passou a desenvolver peças que antes eram importadas, o que vai agilizar o processo de montagem das máquinas no Brasil.

Texto publicado na edição 149 do Joca.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (1)

  • mariaeduardasilva

    2 anos atrás

    novos respiradores adorei e bem barato.

Compartilhar por email