Imagem Gustavo Morita – Grupo de Referência de Jundiaí

O Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – abre no dia 27 de junho quase 7.000 vagas para cursos gratuitos de instrumentos musicais, canto coral e iniciação musical (este dedicado às crianças de 6 a 8 anos), em mais de 300 polos de ensino no interior e litoral do estado. O Programa que atendeu em 2015 mais de 34 mil alunos no interior e litoral tem centros de educação musical nas regiões de Araçatuba, Itapeva, Marília, Jundiaí, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Ribeirão Preto, São Carlos, São Paulo e Sorocaba.

Para se inscrever, o interessado não precisa participar de processos seletivos nem possuir instrumento musical, basta ser matriculado em qualquer instituição de ensino da rede pública ou particular do estado de São Paulo. Para realizar a matrícula é preciso que o futuro aluno vá ao polo onde deseja estudar, acompanhado de pai, mãe ou responsável, com os seguintes documentos:

·         Certidão de Nascimento ou RG do aluno (original e cópia);

·         Comprovante de matrícula escolar e/ou Declaração de frequência escolar;

·         RG do responsável (original e cópia);

·         Apresentação do comprovante de endereço para consulta.

Novos alunos têm de 27 de junho a 8 de julho para realizar a inscrição. O início das aulas é definido de acordo com a data de matrícula de cada aluno. Outras vagas podem abrir ao longo do período de matrículas por conta de desistências, entre outros.

Para obter mais informações sobre os cursos oferecidos no polo da cidade de interesse e a disponibilidade de vagas de cada um, assim como seu endereço e horário de funcionamento, basta entrar em contato com o polo, acesse: www.projetoguri.org.br/polos-guri.

Confira abaixo a relação completa das regiões onde o Projeto Guri oferece vagas no primeiro semestre:

Serviço

 

Regional Araçatuba

São 560 vagas disponíveis em 18 polos: Andradina, Avanhandava, Bento De Abreu, Birigui, Clementina, General Salgado, Guaraçai, Ilha Solteira, Jales, Lavínia, Luiziânia, Murutinga do Sul, Pereira Barreto, Regional Araçatuba, Santa Albertina, Santa Fé Do Sul, Sud Mennucci e Valparaiso.

Regional Itapeva

São 275 vagas disponíveis em 14 polos: Buri, Capão Bonito, Fartura, Guapiara, Itaberá, Nova Campina, Piraju, Regional Itapeva, Ribeirão Grande, Riversul, Sarutaia, Taquarituba, Taquarivaí e Tejupá.

Regional Jundiaí

São 480 vagas disponíveis em 17 polos: Aguaí, Águas De Lindóia – Prefeitura, Bragança Paulista, Cabreúva, Elias Fausto, Espírito Santo Do Pinhal, Estiva Gerbi, Iracemápolis, Lindóia, Monte Mor, Nova Odessa, Pedreira, Rafard – Prefeitura, Santa Barbara D’oeste, Santo Antônio De Posse, Sumaré e Vinhedo.

 

Regional Marília

São 528 vagas disponíveis em 21 polos: Álvaro De Carvalho, Assis, Bauru, Cândido Mota, Garça, Herculândia, Ibirarema, Maracaí, Oriente, Ourinhos, Palmital, Parapuã, Pompéia, Promissão, Quatá, Regional Marília, Sabino, Salto Grande, Santa Cruz Do Rio Pardo, Tupã e Vera Cruz.

 

Regional Presidente Prudente

São 1.126 vagas disponíveis em 28 polos: Álvares Machado, Dracena, Iepê, Inúbia Paulista, João Ramalho, Junqueirópolis, Lar Francisco Franco – Rancharia, Martinópolis, Mirante Do Paranapanema, Nantes, Narandiba, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Piquerobi, Pirapozinho, Presidente Bernardes, Presidente Venceslau, Regente Feijó, Regional Presidente Prudente, Rosana, Salmourão, Sandovalina, Santo Anastácio, Santo Expedito, Taciba, Tarabai, Teodoro Sampaio/Pontal Do Paranapanema e Tupi Paulista.

 

Regional Ribeirão Preto      

São 691 vagas disponíveis em 25 polos: Acif – Franca, Altinópolis, Batatais, Bebedouro, Brodowski, Cajuru, Cravinhos, Dumont, Guará, Inst. Oswaldo Rib. de Mendonça (Guaíra), Ituverava, Jaborandi, Jaboticabal, Monte Alto, Monte Azul Paulista, Morro Agudo, Orlândia, Pitangueiras, Regional Ribeirão Preto, Santa Rosa De Viterbo, São Joaquim Da Barra, São Simão, Sertãozinho, Taquaritinga e Viradouro.

 

Regional São Carlos

São 861 vagas disponíveis em 23 polos: Araraquara, Barra Bonita, Boa Esperança do Sul, Brotas, Caconde, Cordeirópolis, Dois Córregos, Ibitinga, Igaraçu Do Tietê, Lençóis Paulista, Macatuba, Mineiros Do Tietê, Pederneiras, Pirassununga, Regional Jaú, Regional São Carlos, Rincão, Rio Claro, Santa Maria da Serra, São José Do Rio Pardo, Tapiratiba, Torrinha e Vargem Grande do Sul.

 

Regional São José do Rio Preto

São 659 vagas disponíveis em 21 polos: Altair, Barretos, Cosmorama, Fernandópolis, Guapiaçu, Ibirá, Ipiguá, Jaci, Jose Bonifácio, Mirassol, Neves Paulista, Nova Granada, Novo Horizonte, Onda Verde, Paulo De Faria, Regional São José do Rio Preto, Riolândia, Santa Adélia, Severinia, Ubarana e Urupês.

 

Regional São José dos Campos

São 582 vagas disponíveis em 18 polos: Aparecida, Areias, Caçapava, Cachoeira Paulista, Campos Do Jordão, Cruzeiro, Distrito De Moreira César, Fundacc – Caraguatatuba, Guaratinguetá, Ilha Bela, Lagoinha, Lorena, Natividade Da Serra, Paraibuna, Piquete, Regional São José dos Campos, Roseira, São José dos Campos, e Ubatuba-Prefeitura.

 

Regional São Paulo

São 249 vagas disponíveis em 6 polos: Itanhaém, Itariri, Mongaguá, Pedro De Toledo, Regional Santos e São Vicente.

Regional Sorocaba

São 805 vagas disponíveis em 19 polos: Araçoiaba da Serra, Avaré, Botucatu, Capela Do Alto, Cerquilho, Cesim (Itapetininga), Conchas, Guareí, Ibiúna, Iperó, Itu, Mairinque, Piedade, Regional Sorocaba, Salto, São Manuel, São Miguel Arcanjo, São Roque e Tietê.

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes de 6 e 18 anos incompletos. Mais de 49 mil alunos são atendidos por ano, em mais de 410 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os cerca de 360 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 600 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

 

Sobre a Amigos do Guri

A Amigos do Guri é uma Organização Social de Cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: http://www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email