O governo da Coreia do Norte anunciou, em 12 de maio, os primeiros casos de covid-19 no país. Kim Jong-un, líder norte-coreano, declarou que a nação vive uma “grave emergência nacional” e ordenou um lockdown (isolamento rígido) em todo o território para conter o vírus. A agência de notícias oficial da Coreia divulgou, até o fechamento desta edição, um total de cerca de 2,8 milhões de casos e 68 mortes ocasionadas pela doença.

Embora seja a primeira vez que as autoridades divulgam casos de covid-19 na Coreia do Norte, especialistas em saúde suspeitam que o vírus já circulava no território há algum tempo. Além disso, há uma preocupação de que o surto cause uma tragédia no país. Isso porque a nação não teria vacinado nenhum dos seus 26 milhões de habitantes, além de não dispor de estrutura para testagem em massa e um sistema de saúde eficiente.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e países como a Coreia do Sul têm se colocado à disposição para colaborar com os norte-coreanos. Até o fechamento desta edição, porém, não havia informações de que a nação teria aceitado as ofertas. Em 2021, a China e a Covax (aliança internacional pela vacinação mundial conduzida pela OMS) se dispuseram a doar vacinas para a Coreia do Norte, mas a iniciativa foi recusada pelo governo do país.

A covid-19 e a Coreia do Norte
A nação mantém pouco contato com os outros países, por isso não há muitas informações sobre o que acontece por lá. Em janeiro de 2020, para controlar a covid-19, o governo local fechou as fronteiras. Porém, autoridades dos Estados Unidos e da Coreia do Sul acreditam que o vírus pode ter entrado no território antes disso, durante as trocas comerciais entre o país e a China, que na época vivia um surto da doença. A suspeita é de que, nos últimos dois anos, os casos de infectados não tenham sido registrados ou tenham sido escondidos pelas autoridades norte-coreanas, o que é negado pelo governo local.

Fontes: AP News, BBC, CNN Brasil, KCNA, ONU, Reuters, The Guardian e The Washington Post.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 188 do jornal Joca.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email