Os brasileiros Thiago Dealtry e Oscar Brandão comemoram a vitória contra a Costa Rica no vôlei de praia.
Foto: Cesar Fajardo/Divulgação

A 18ª edição dos Jogos Pan-Americanos terá a cerimônia de abertura em 26 de julho, às 20h30 (pelo horário de Brasília), no Estádio Nacional do Peru, em Lima. Apesar de a cerimônia ser realizada nessa data, as competições começaram dois dias antes. 

O Pan é o segundo maior evento poliesportivo (ou seja, que tem competições de vários esportes) do mundo, ficando atrás apenas dos Jogos Olímpicos. Na edição de 2019, as disputas irão ocorrer na cidade de Lima, no Peru, entre 24 de julho e 11 de agosto. 

Ao todo, 6.680 atletas disputarão a competição, que terá 417 provas, de 38 esportes. Neste ano, novas modalidades foram incluídas, como surfe, fisiculturismo (que usa exercícios de resistência para fortalecer os músculos do corpo), pelota basca (a bola é batida com a mão, raquete ou bastão contra a parede) e paleta frontón (um esporte peruano que parece squash). 

Outro destaque da edição é o maior número de modalidades que vão classificar para os próximos Jogos Olímpicos. Serão 22 modalidades classificatórias, como vela, caratê, polo aquático e tênis de mesa. 

Quem alegra a competição é a mascote Milco, inspirada em peças da civilização chancay, que viveu na região de Lima entre 1100 e 1470.

Milco, a mascote do torneio. Foto: Divulgação

Maiores campeões
Os Estados Unidos são os maiores campeões dos Jogos Pan-Americanos, com 4.437 medalhas. Atrás deles ficam Cuba, com 2.029, e Canadá, com 1.913. O Brasil ocupa a quarta posição do ranking, com 1.206 medalhas.

Fontes: Agência Brasil, El País, Globo Esporte, Jogos Pan-Americanos e UOL.

Enquete

Qual é o acontecimento mais esperado de 2020?

Comentários (0)

Compartilhar por email