A população pulava, gritava, se abraçava nas ruas. Entre lágrimas, fogos de artifício e muitas celebrações, os venezuelanos comemoraram a vitória do partido de oposição, que vai contra o governo da Venezuela.

O momento é histórico para a Venezuela, que vive uma crise única no país, com falta de comida, remédios e até materiais escolares.

Protestos no país, onde falta tudo

É a primeira vez em 16 anos, que o partido do ex-presidente Hugo Chaves não comandará o país.

Após a morte do ex-presidente Hugo Chaves, quem assumiu a presidência da Venezuela em 2013, foi seu seguidor, Nicolás Maduro. Ele seguiu os passos de Chaves e levou o país a uma grave crise econômica, com inflação alta, recessão e falta de alimentos e produtos.

Há anos os venezuelanos não encontravam cadernos, livros, comida e nem remédios para comprar. Faltava tudo no comércio.

Venezuelanos protestam contra o governo, em 2014

As eleições foi para o povo escolher os membros do Parlamento, ou seja, os políticos que irão governar ao lado do presidente.

Como a maioria dos eleitos é formada por políticos que se opõe ao governo, eles formarão uma plataforma para desafiar o presidente Nicolás Maduro. Atualmente, Maduro tem poderes especiais até o dia 31/12.

“Começou a mudança Venezuela, hoje temos razões para comemorar, o país pedia uma mudança, essa mudança começou hoje”, dizia o povo nas ruas.

Nicolás Maduro irá enfrentar a oposição

Para a oposição, a mudança já começou, e o governo “terá que acatar o desejo do povo”.

SAIBA MAIS

República Bolivariana da Venezuela
Bandeira da Venezuela
Brasão de armas da Venezuela
Bandeira da Venezuela Brasão das Armas
Localização  Venezuela

Capital: Caracas
Moeda: Bolívar venezuelano
Presidente: Nicolás Maduro
População: 30,41 milhões

Curiosidade: Na Venezuela está o Salto Ángel, a mais alta queda de água do planeta, com 979 metros.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email