Jovem manifestante sendo preso durante protesto em Hong Kong. Foto: Ivan Cheung/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Jovem manifestante sendo preso durante protesto em Hong Kong. Foto: Ivan Cheung/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Jovem manifestante sendo preso durante protesto em Hong Kong. Foto: Ivan Cheung/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

As autoridades de Hong Kong anunciaram que, dos 2.379 manifestantes presos durante os protestos contra a influência do governo chinês na região, cerca de 750 ainda não completaram 18 anos. Isso quer dizer que uma a cada três pessoas detidas tem até 17 anos. O anúncio foi feito no dia 10 de outubro.

As manifestações começaram em junho, quando parte da população saiu às ruas para pedir a saída da chefe de governo local, Carrie Lam, e que o sistema de leis de Hong Kong continuasse independente da China (saiba mais sobre o conflito nas edições 134 e 137 do Joca). 

Em Hong Kong, a lei considera que apenas os menores de 14 anos são crianças — portanto, pessoas a partir dessa idade já podem ser condenadas à prisão. Mesmo assim, as detenções são criticadas pelos manifestantes, que reclamam da rigidez das autoridades do governo ao prender tantos jovens.

O secretário-chefe da administração de Hong Kong, Matthew Cheung, afirmou em entrevista coletiva que a quantidade de menores de 18 anos presos nos protestos é “chocante e comovente”. Ele ainda orientou professores e responsáveis a pedir aos jovens que ficassem longe de “atos ilegais e violentos”, referindo-se às manifestações. 

 Fontes: Agência Brasil, Amnesty International, The Guardian e The New York Times.

Enquete

Qual é o acontecimento mais esperado de 2020?

Comentários (3)

  • dms61

    1 mês atrás

    Sua escrita me fez pensar nas crancas no mundo e como eles nao sao tao sortudos como eu. Eu gostaria de entender por que eu gostaria de entender como as pessoas no mundo estao.

  • stfrancis

    1 mês atrás

    ulala

  • Beatriz

    1 mês atrás

    Uau,

Compartilhar por email