15036731_1213682042045635_515208455968773778_n

Desde junho desse ano, a empresa Sundrop Farms planta tomates no meio do deserto australiano e usa água do mar para regar a horta.

Para produzir os tomates, a fazenda, que fica em Port Augusta, ao sul do país, usa a água salgada do Golfo de Spencer. Quando ela chega, passa por um processo chamado dessalinização, em que todo o sal é retirado.

Todo esse processo é feito usando energia solar, que é produzida a partir de 23 mil espelhos localizados em uma torre de 115 metros.

Além de ser usada na dessalinização, a energia produzida ali também é utilizada nas estufas, onde crescem os tomates.

14433007_1169083966505443_7265388111460783948_n-1

Como a fazenda fica em uma área isolada, é raro a plantação ser atingida por bichos que podem estragar os alimentos.

Além disso, de acordo com o chefe de produção Adrian Simkins, os funcionários não colocam nenhum pesticida, produto que mata insetos.

Segundo o criador da Sundrop Farms, Philipp Saumweber, o projeto é a prova de que é possível produzir alimentos sem agredir muito o meio ambiente.  Hoje a fazenda produz 350 toneladas do alimento por semana.

“Quando você olha para quantos recursos a agricultura convencional usa – rios, água fresca, combustíveis fósseis, produtos químicos, terras – você percebe que não é uma prática sustentável e nossa família não queria continuar encorajando isso”, disse Saumweber, em entrevista à revista The Australian.

A ideia agora é instalar mais duas fazendas, uma em Portugal e outra nos Estados Unidos.

 

Enquete

Quais são os assuntos que você mais gosta de ouvir nos podcasts do Joca (Revisteen e Papo Joca)?

Comentários (0)

Compartilhar por email