Na noite de domingo, um tiroteio dentro de uma mesquita no Centro Cultural Islâmico, na cidade de Quebec, no Canadá, matou 6 pessoas e deixou 8 feridos.

Cerca de 40 pessoas com idade entre 35 e 70 anos faziam orações, quando dois homens armados entraram no templo atirando em todos com um fuzil AK-47.

Resultado de imagem para Centro Cultural Islâmico quebec

Os dois atiradores foram presos, mas existe a possibilidade de outra pessoa envolvida ainda estar foragida.

A mesquita já havia sofrido atos de vandalismo. Muitas mensagens contra o islamismo e os muçulmanos foram enviadas nos últimos meses.

Resultado de imagem para Islamic cultural center quebec

Outras mesquitas do Canadá também foram alvos de frases racistas nos últimos meses.

O ataque aconteceu no momento em que o Canadá receberia mais muçulmanos e refugiados, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto suspendendo a entrada dos refugiados e cidadãos de sete países muçulmanos.
Essa nova proibição de Trump provocou um caos nas viagens.
Trump suspendeu a entrada de refugiados nos Estados Unidos por 120 dias e de cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Irã, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen) por 90 dias.
O Canadá oferecerá, temporariamente, vistos de residência para várias pessoas retidas no país como resultado do decreto de Trump, informou no domingo o ministro da Imigração, Ahmed Hussen.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email