29/02/2016- Idlib, Síria- Aviões de guerra e helicópteros de combate bombardearam áreas do controle de opsição em Aleppo, Idlib e Latakia, no norte do país, no segundo dia do cessar-fogo, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Foto: Foto: Civil Defense Idlib
20/09/2016- Nova Iorque, Estados Unidos- Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, discursa na 71º Assembleia Geral da ONU. Foto: Gobierno de Chile.
Assembleia Geral da ONU. Foto: Gobierno de Chile.

Embaixadores do Reino Unido, da França e dos Estados Unidos se retiraram da sala durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas para tratar da Síria.

O protesto foi por causa da acusação de que a Rússia estaria cometendo crimes de guerra no país do Oriente Médio.

Os EUA e as potências europeias acusam os russos de bombardear com aviões áreas onde mora a população no país.

29/02/2016- Idlib, Síria- Aviões de guerra e helicópteros de combate bombardearam áreas do controle de opsição em Aleppo, Idlib e Latakia, no norte do país, no segundo dia do cessar-fogo, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Foto: Foto: Civil Defense Idlib
Aviões de guerra e helicópteros bombardearam áreas em Aleppo, Síria. Foto: Foto: Civil Defense Idlib

O governo da Rússia diz que são os rebeldes que usam população como escudo humano.

O caso está sendo analisado pela ONU.

Saiba mais:

França, EUA e Reino Unido acusaram a Rússia de cometer “crimes de guerra” na Síria, violando as leis e atacando a população civil. Esses crimes podem ser punidos tanto em cortes nacionais quanto em tribunais internacionais.

É a primeira vez que as potências europeias e os americanos acusam os russos numa reunião formal do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email