29/02/2016- Idlib, Síria- Aviões de guerra e helicópteros de combate bombardearam áreas do controle de opsição em Aleppo, Idlib e Latakia, no norte do país, no segundo dia do cessar-fogo, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Foto: Foto: Civil Defense Idlib
20/09/2016- Nova Iorque, Estados Unidos- Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, discursa na 71º Assembleia Geral da ONU. Foto: Gobierno de Chile.
Assembleia Geral da ONU. Foto: Gobierno de Chile.

Embaixadores do Reino Unido, da França e dos Estados Unidos se retiraram da sala durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas para tratar da Síria.

O protesto foi por causa da acusação de que a Rússia estaria cometendo crimes de guerra no país do Oriente Médio.

Os EUA e as potências europeias acusam os russos de bombardear com aviões áreas onde mora a população no país.

29/02/2016- Idlib, Síria- Aviões de guerra e helicópteros de combate bombardearam áreas do controle de opsição em Aleppo, Idlib e Latakia, no norte do país, no segundo dia do cessar-fogo, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Foto: Foto: Civil Defense Idlib
Aviões de guerra e helicópteros bombardearam áreas em Aleppo, Síria. Foto: Foto: Civil Defense Idlib

O governo da Rússia diz que são os rebeldes que usam população como escudo humano.

O caso está sendo analisado pela ONU.

Saiba mais:

França, EUA e Reino Unido acusaram a Rússia de cometer “crimes de guerra” na Síria, violando as leis e atacando a população civil. Esses crimes podem ser punidos tanto em cortes nacionais quanto em tribunais internacionais.

É a primeira vez que as potências europeias e os americanos acusam os russos numa reunião formal do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email