Em 2020, o Rio de Janeiro será a primeira Capital Mundial da Arquitetura da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e da União Internacional de Arquitetos (UIA). Por conta do novo título, a cidade receberá debates mundiais sobre urbanismo e sustentabilidade, com o objetivo de incentivar misturas entre cultura e arquitetura para desenvolver ideias novas.

O Rio de Janeiro foi escolhido por combinar a natureza local com a cultura e arquitetura (tanto histórica como moderna). Outro ponto que contou a favor da nomeação foi o fato de o Rio ser uma cidade onde muitas pessoas vivem em locais com condições difíceis. No congresso mundial da UIA, que ocorrerá em 2020, a ideia é que os profissionais que participarem do encontro sugiram mudanças para a cidade, melhorando o modo de vida dos habitantes.

Passeio pelo Rio de Janeiro
Confira lugares da cidade em que é possível ter contato com a arquitetura destacada pela Unesco e pela UIA:

Theatro Municipal: inspirado na Ópera de Paris, na França, foi inaugurado em 1909. Depois de uma reforma em 2009, tornou-se uma das maiores casas de espetáculos do Brasil.

#pracegover: a imagem mostra o Theatro Municipal do Rio Janeiro. Vê-se o prédio, cuja frente é formada por colunas e o topo tem detalhes azulados. Pessoas circulam pela frente do teatro. Foto: Bildagentur-online/UIG via Getty Images.

Bairro de Santa Teresa: faz parte do “Rio de Janeiro antigo”. Ali fica o Parque das Ruínas, com o que sobrou de um casarão que recebia artistas famosos. É um dos maiores centros culturais da cidade.

#pracegover: a foto mostra uma imagem à distância do bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro. É possível ver uma série de casas e uma montanha coberta por mata ao fundo. Foto: Ricardo Beliel/Brazil Photos/LightRocket via Getty Images.

 

#pracegover: a imagem mostra o Museu de Arte do Rio de Janeiro e o Palacete Dom João VI, que faz parte do complexo do museu. A construção à esquerda, do museu, tem visual moderno, com fachada de vidro. À direita está o palacete, de visual antigo. Pessoas circulam na frente dos prédios. Foto: Viviane Moos/Corbis via Getty Images.

Lagoa Rodrigo de Freitas: ótimo espaço para uma caminhada e observar a cidade e suas construções, já que fica entre Ipanema, Copacabana e Leblon (alguns dos bairros mais famosos do Rio).

#pracegover: a imagem mostra uma foto aérea da Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. No centro da imagem está a lagoa, rodeada pela cidade. Ao fundo, vê-se o mar. Foto: Getty Images.

Museu do Amanhã: por fora, possui uma estrutura projetada para abrigar a paisagem ao redor. Por dentro, uma exposição que explora desafios e oportunidades da humanidade a partir da sustentabilidade.

#pracegover: foto do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. De visual bastante futurista, parte da estrutura do museu passa por cima da água do mar. Foto: Getty Images.

Maracanã: não precisa ser fã de futebol para aproveitar a visita. O estádio recebe visitantes mesmo nos dias em que não há jogos ou shows.

#pracegover: a foto traz imagem aérea do Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Além do estádio, no canto direito inferior é possível ver piscinas. O complexo da Maracanã está rodeado por casas e edifícios.

Fontes: El País, G1, site do Governo do Brasil, Museu do Amanhã e Viajali.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 127 do jornal Joca.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email