Relógio da Leopoldina voltou a funcionar. Foto Henrique Freire
O relógio da Estação Leopoldina, no Rio de Janeiro, voltou a funcionar após ficar anos quebrado.
Ele é muito antigo e está ladeado por uma escultura do italiano Lélio Landucci, com duas figuras humanas representando a agricultura e a indústria.

Foto: Henrique Freire/ GERJ

A Estação Leopoldina (antigamente chamada Barão de Mauá) era uma estação ferroviária inaugurada em 1926. A estação foi fechada para passageiros em janeiro de 2001. Na época em que funcionava, milhares de pessoas circulavam diariamente por lá.

Ali funcionaram charutaria, restaurante, capela, administração e lanchonete. O portão também não foi modificado e ainda traz no letreiro uma informação com grafia antiga: “Sahida”. A linha que partia dessa estação unia o centro do Rio a Petrópolis e a Três Rios, as viagens, no início, eram cheias de requinte

Atualmente, o terminal, que pertence ao governo do estado do Rio de Janeiro, é utilizado em parte como depósito de trens. Ela em si, fica a maior parte do tempo vazia e fechada.

No sábado muita gente leva seus trens em miniatura para brincar na maquete da Estação, que possui 5 linhas independentes com cerca de 300 metros de trilhos e totalmente decorada.

Miniaturas de trens

O acesso é gratuito e existe estacionamento grátis para os visitantes.

Muitos ainda sonham com a reabertura da estação de Leopoldina para que volte a ser uma estação de trem.

Foto: Henrique Freire/ GERJ
 Foto: Henrique Freire/ GERJ

Endereço:
Av. Francisco Bicalho, 0
São Cristóvão – Rio de Janeiro – RJ

Telefone:
(21) 2203-0385 / (21) 7897-3156

Tipos e serviços:
Espaço para eventos

Horário de funcionamento:
Programação conforme eventos

Site:
http://www.culturaleopoldina.com.br

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email