Durante o mês de janeiro, Portugal teve 5.576 mortes causadas pelo novo coronavírus. O número é quase a metade (44,7%) das mortes registradas durante toda a pandemia por lá (desde março do ano passado).

O país também tem a maior média diária de novos casos de covid-19 no período de sete dias em todo o mundo: mais de mil por um milhão de habitantes. O dado é do Our World in Data, site de estatísticas feito pela Universidade de Oxford, do Reino Unido.

Com o aumento de casos e mortes, faltam oxigênio e leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para cuidar das pessoas infectadas pelo vírus. Países europeus estão ajudando a nação vizinha com o envio de equipes médicas e transferência de pacientes para seus territórios.

Motivos
O aumento acontece mesmo depois do início da vacinação em Portugal, onde 394 mil pessoas haviam sido imunizadas até o fechamento desta edição. Segundo autoridades europeias, a alta pode estar ligada às aglomerações durante as festas de fim de ano e ao relaxamento de medidas preventivas, como distanciamento social e uso de máscaras. A mutação do vírus registrada no Reino Unido também é apontada como motivo para o crescimento da disseminação da doença.

Correspondente internacional
“Acho o aumento de casos muito ruim, porque tivemos que ficar em casa de novo. A vacina ainda não é suficiente porque vai demorar um bocado para que todos sejam vacinados. E só depois disso é que a quantidade de doentes vai diminuir. Quando a escola estava aberta, a gente lavava a mão toda hora e passava álcool em gel. E também usava máscara quase o dia todo. Agora, quase não saio na rua… Espero que, no futuro, não tenha covid-19 para a gente poder se abraçar.” Juliano B., 10 anos, Braga (Portugal)

Fontes: Correio da Manhã/Portugal, Folha de S.Paulo, G1, Mundo Lusíada, Nexo, Our World in Data, TSF Rádio Notícias e UOL.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 164 do jornal Joca.

Enquete

O que você mais tem feito pela sua saúde mental durante a pandemia?

Comentários (0)

Compartilhar por email