SAO PAULO METROPOLE 18/04/2017 DOMINICAL Ladrão de livros raros de bibliotecas públicas: Legenda: Livro raro avariado e com páginas rasgadas após furto do acervo da Fiocruz/RJ FOTO Raquel Portugal e Rodrigo Méxas FIOCRUZ

A Polícia está investigando maior roubo de livros raros no Brasil, que aconteceu na Biblioteca Pedro Calmon, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A suspeita é de que os 303 livros raros tenham sido roubados aos poucos, durante o ano passado.

Biblioteca da UFRJ

Entre as obras estão os 16 volumes dos “Sermões”, do Padre Antônio Vieira (1610); “Expédition dans les parties centrales de l’Amérique du Sud” (1850-1859), do inglês Francis de Castelnau e livros de viajantes que registraram a flora e a fauna do Brasil do século XVII ao XIX.

Até hoje, apenas três obras foram recuperadas pela polícia. Um passageiro de identidade não divulgada estava prestes a embarcar num voo para a Europa. Ele poderia lucrar até 1 milhão com a venda de um dos livros.

Interior da biblioteca com muitos livros raros

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email