400 pipas com contos de importantes autores brasileiros, serão soltas no Morro Santa Marta, no Rio de Janeiro, para estimular o hábito de ler

Ler faz a imaginação voar. E no mês em que se comemora a leitura infantil, o Instituto Pró-Livro (IPL) promovem a campanha “Céu de Histórias”, no Morro Santa Marta (RJ).

A ação é para estimular o gosto pela leitura entre as crianças da comunidade, através da distribuição de 400 pipas com contos e fragmentos de obras de importantes autores nacionais da literatura infantil, como o escritor e cartunista Ziraldo, o novelista Benedito Ruy Barbosa, e os escritores Pedro Bandeira, Ana Maria Machado, Roseana Murray, Silvia Orthof e Leo Cunha.

A campanha “Céu de Histórias” será realizada no sábado (11/4).

Serão 11 pipas com diferentes ilustrações, criadas por alguns dos principais estúdios de ilustração do Brasil, o que torna os textos ainda mais lúdicos.

Elas vão invadir e colorir o céu da comunidade, estimulando as crianças a pegarem as que terão suas linhas cortadas para que tenham a chance de ler as histórias que elas trazem.

“A pipa é um dos principais passatempos das crianças em comunidades carentes. Nossa ideia é que elas tragam as histórias e sejam lidas e empinadas por diversas dessas crianças, incentivando a leitura e despertando uma representação positiva e prazerosa em relação ao livro e a literatura”, comenta Antonio Luis Rios, presidente do IPL.

“O “Céu de Histórias” deve presentear as crianças – em alguns casos pela primeira vez – com um pouco de literatura”, diz Zoara Failla, organizadora do livro Retratos da Leitura no Brasil, do IPL. “O gosto pela leitura, como toda paixão, é algo que precisa ser ‘conquistado’ ou ‘seduzido'”, conclui.

Antonio Luiz Rios destaca a importância da campanha e das parcerias, afirmando que ações como essa devem ser estimuladas, pois promovem a leitura espontânea.

Citando as informações da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, desenvolvida pelo instituto, ele ressalta que a pesquisa revela que 88% dos leitores informaram que ganhar livros foi importante para despertar o gosto pela leitura, enquanto 87% dos não leitores afirmaram que nunca ganharam um livro.

Toda a ação voltada a despertar o interesse pela leitura de literatura  e valorizar o livro são importantes para reverter os baixos índices de leitura do brasileiro.

Ele informa que, segundo a pesquisa, que tem amplitude nacional, as crianças leem principalmente para cumprir uma exigência escolar.

Na faixa etária de 5 a 13 anos leu-se em média, em um período de três meses, 3.2 livros. Destes 2.4 foram indicados pela escola.

Segundo ele, também, a escolha do Rio de Janeiro coincide com um dado que chama a atenção nessa pesquisa. A cidade está compreendida na região sudeste do Brasil que, apesar de ter o maior público consumidor editorial do Brasil, tem a menor concentração de leitores na faixa entre 5 a 10 anos e de 11 a 13 anos. “É nesta fase que conseguimos estimular com maior intensidade o gosto pela leitura, tanto que em nosso levantamento, os entrevistados que se disseram leitores afirmaram que os professores e as mães foram seus principais influenciadores”.

Criado em outubro de 2006, o IPL tem como missão contribuir para o desenvolvimento de ações voltadas a transformar o Brasil em um país leitor. A associação sem fins lucrativos é mantida com recursos constituídos, principalmente, por contribuições de entidades do mercado editorial.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email