Rio de Janeiro - Estados Unidos vence o revezamento 4 x 100m nado livre nos Jogos Olímpicos Rio 2016, no Estádio Aquático. (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Tetracampeão olímpico na prova dos 200 m medley, o americano Michael Phelps ganhou seu quarto ouro na Rio 2016 e agora tem 26 medalhas na carreira, sendo 22 delas de ouro. Ele se tornou o primeiro homem da história a levar 13 medalhas de ouro em provas individuais da Olimpíada (as outras nove vieram em revezamentos).

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Phelps bateu um recorde de 2168 anos que existia desde a era antiga das Olimpíadas. Ele deixou para trás Leônidas de Rodes, até então o maior campeão olímpico da história competindo sozinho.

Leônidas conquistou 12 vitórias olímpicas diferentes entre 164 e 152 Antes de Cristo. Ele foi tetracampeão na corrida do estádio, no diaulo (corrida de duas voltas no estádio) e no hoplitódromo (corrida com armadura e escudo).

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Phelps já tinha ganhado o 200 m borboleta, o 4×100 e o 4x200m livre. Agora, são 26 medalhas na história (ele ainda tem duas pratas e dois bronzes). Ele já é recordista em número de pódios, em número de ouros e também em número de medalhas douradas em uma só edição dos Jogos – foram oito em Pequim, em 2008.

O brasileiro Thiago Pereira, que tinha feito o terceiro melhor tempo na classificação, disputava uma medalha, mas terminou na sétima posição.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Enquete

O que você mais tem feito pela sua saúde mental durante a pandemia?

Comentários (0)

Compartilhar por email