01/03/2016- São Sebastião- SP, Brasil- Na Praia de São Francisco diversas pedras, uma delas pesando mais de duas toneladas, deslizaram sobre as duas faixas da Rodovia Rio-Santos, no km 120. Foto: Defesa Civil de São Sebastião

Foto: Defesa Civil de São Sebastião

01/03/2016- São Sebastião- SP, Brasil- Na Praia de São Francisco diversas pedras, uma delas pesando mais de duas toneladas, deslizaram sobre as duas faixas da Rodovia Rio-Santos, no km 120.

As chuvas que atingem o litoral norte de São Paulo desde o início da noite deste domingo, 28, continuam causando estragos na região. Segundo a Defesa Civil, 23 famílias estão desalojadas e foram encaminhadas para a casa de parentes ou amigos; outras três estão desabrigadas e foram levadas para o ginásio de esportes.

A água invadiu as casas e chegou a 1,50 metro de altura. Na segunda-feira, 29, um casal morreu e duas crianças ficaram feridas, na Praia de Boiçucanga, após o desabamento de um muro de arrimo sobre a casa em que moravam.

Nesta terça-feira, dois novos deslizamentos e uma queda de barreira foram registrados nos bairros São Francisco, Juquehy e Cambury. Segundo a Defesa Civil, em Cambury o deslizamento atingiu quatro casas, por volta das 4h30 desta madrugada. Uma família (três crianças e um adulto) ficou presa em sua residência e foi socorrida após os agentes da Defesa Civil quebrarem um muro.

O Fundo Social de Solidariedade está arrecadando kits de higiene e de limpeza, alimentos, roupas, roupas de cama, sapatos, colchões, móveis, eletrodomésticos e água, entre outros itens, para ajudar as famílias desalojadas e desabrigadas.

A Defesa Civil recebeu nesta terça-feira, dia 1º, reforço de técnicos do órgão de São Paulo, do Instituto Geológico (IG) e da Polícia Ambiental e está realizando vistorias nas áreas mais críticas e de risco. Após uma avaliação inicial, o município decretou estado de alerta.

De acordo com o chefe da Defesa Civil de São Sebastião, Carlos Eduardo dos Santos, a previsão é de que a chuva continue nos próximos dois dias. “Se o mau tempo continuar conforme está previsto, vamos ter que remover provavelmente mais seis famílias porque há risco de descer mais terra”, disse.

Foto: Defesa Civil de São Sebastião

Foto: Defesa Civil de São Sebastião

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email