Governo decretou luto de três dias

Naná Vasconcelos morreu de câncer de pulmão no Recife, aos 71 anos.

Referência internacional na música brasileira, jazz e world music, Naná Vasconcelos já venceu oito prêmios Grammy e também foi eleito oito vezes o melhor percussionista do mundo pela revista americana de jazz “Down Beat”, que é publicada desde 1934.

O músico ficou encarregado de quase toda a trilha de “O Menino e o Mundo”, animação brasileira de Alê Abreu indicada ao Oscar deste ano.

Veja seu trabalho de percussão:

Além da habilidade com os tambores, Naná também era referência em tocar berimbau.

Eclético, Naná também fez parcerias com músicos como Paul Simon, B.B. King,Jean-Luc Ponty e com a banda Talking Heads.

06/02/2016- Recife- PE, Brasil- Carnaval 2016 de Recife: Os cantores Lenine, Chico César, Otto, o percussionista Naná Vasconcelos, Elba Ramalho, Luiza Possi e o Maestro Forro. Foto: Prefeitura de Recife

No cinema, além de “O Menino e o Mundo”, esteve em trilhas sonoras de filmes internacionais, como “Procura-se Susan Desesperadamente”, estrelado por Madonna, e “Down By Law”, do cineasta Jim Jarmusch.
Foto: Alan Torres/ PCR

No velório, a mulher de Naná destacou o trabalho que ele fez  com as crianças. O músico se preocupava com o futuro de crianças de rua e que tinham deficiência e sempre procurou ajudá-las.

O governador do Recife, Paulo Câmara, decretou luto de três dias pela morte do percussionista pernambucano.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email