Uma pesquisa feita pela ONG (organização não governamental) Todos Pela Educação e com dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) mostrou que entre as crianças e jovens brasileiros que estão fora da escola, cerca de 62% têm entre 15 e 17 anos.

No geral, o Brasil tem hoje 2.486.245 milhões de crianças e jovens (entre 4 e 17 anos de idade) fora da escola, sendo que 1.543.713 são adolescentes de 15 a 17 anos, que deveriam estar no ensino médio.

Olavo Nogueira Filho, gerente geral do Todos Pela Educação disse que o fato é preocupante: “o ensino médio deveria dar todos os instrumentos necessários para o jovem escolher seu futuro.”

Segundo a ONG, o jovem desiste de estudar quando acontece uma reprovação ou por não acreditar que a escola vai ensinar o que ele precisa saber na vida adulta.

Entretanto, segundo o estudo, o número de crianças de 4 a 5 anos matriculadas na escola, aumentou de 72,5% em 2005 para 90,5% em 2015.

Porém, nos anos seguintes, o índice de crianças de 6 a 14 anos (que deveria estar nos ensinos fundamental I e II) que estão matriculadas na escola, aumentou pouco: de 96,7%, em 2005, para 98,5%, em 2015.

De 2005 a 2015, a taxa de jovens até 16 anos que não estudam e não trabalham aumentou de 19% para 22,2%.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (1)

  • prof_villares

    5 anos atrás

    Devemos prestar mais atenção em tudo o que oferecido a nós. Aproveitar mais nas aulas que os professores oferecem... Terminar os estudos com muita aprendizagem. 4º F - prof. Cristina

Compartilhar por email