Começou, nessa segunda-feira em Lucca, na Itália, o encontro dos líderes e ministros do chamado G7, o grupo de países com a economia mais avançada do mundo.

Nele estão: Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Canadá e Japão.

São vários os assuntos a serem discutidos, mas o foco é a situação na Síria.

A reunião acontece após suspeitas do governo de Bashar al-Assad haver planejado um ataque químico que deixou ao menos 80 mortos no país na semana passada. Os Estados Unidos bombardearam uma base militar na Síria e receberam apoio dos outros membros do G7.

Os ministros de Relações Exteriores de Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Reino Unido e dos Estados Unidos buscam formas de pedir para a Rússia parar de apoiar o presidente sírio.

Nessa terça, o chanceler italiano, Angelino Alfano, afirmou que o grupo não está entrando em consenso no que diz respeito à Rússia apoiar o regime sírio.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email