Cachorro correndo atrás de garoto andando de bicicleta. Foto: Getty Images
Cachorro correndo atrás de garoto andando de bicicleta. Foto: Getty Images
Cachorro correndo atrás de garoto andando de bicicleta. Foto: Getty Images

Por Martina Medina

No dia 24 de setembro, começou a valer uma lei que libera a presença de cães nas praias do Rio de Janeiro (RJ). O projeto foi aprovado em agosto pela Câmara de Vereadores e entrou em vigor no mês seguinte, depois que o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, não se manifestou nem contra nem a favor da regra. Até então, uma lei municipal de 2005 proibia a circulação dos animais entre os banhistas.

Segundo a nova lei, os tutores devem recolher as fezes do bicho de estimação, além de mantê-lo com coleira e andar com o certificado de vacinação do animal. A fiscalização para garantir o cumprimento
das regras está prevista.

Também pode ser criada uma faixa separada na areia para os cães circularem. Outras maneiras de colocar a lei em prática, incluindo aplicação de multas, ainda serão discutidas pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

Pelo Brasil
Os cães são vetados na maioria das praias brasileiras. Confira algumas delas:
Florianópolis (SC): praia só para humanos, mas a Câmara dos Vereadores discute uma lei para criar um espaço para os  animais.
Santos (SP): cachorros só podem frequentar a areia no colo dos tutores. A multa é de 321 reais para quem descumprir a norma.
Salvador (BA): fiscais alertam tutores a retirar os cães das praias.

Riscos e cuidados
Flávio Moutinho, professor da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF), dá dicas para passear com cachorros em praias onde a prática é permitida.
RECOLHA AS FEZES – Elas podem transmitir doenças a seres humanos e animais.
VACINE E VERMIFUGUE – Protegê-los de doenças e vermes é importante para evitar riscos à saúde humana e de animais.
USE COLEIRA – É preciso que o tutor consiga conter o animal se ele tentar avançar.
PROTEJA AS PATAS – Leve o cachorro à praia antes das 10h ou depois das 16h, quando a areia não está tão quente.
DÊ ÁGUA FRESCA – O calor e o exercício fazem com que o bicho precise se hidratar.
DÊ UM BANHO APÓS O PASSEIO – Areia e água salgada podem representar risco de saúde ao animal.

O que eu penso sobre…

Eduardo P., 12 anos, aluno do Colégio PH, vive no Rio de Janeiro. Foto: Arquivo pessoal
Eduardo P., 12 anos, aluno do Colégio PH. Foto: Arquivo pessoal

“Na minha opinião, os cachorros poderiam ir à praia, porém, somente com a carteira de vacinação em dia. E o dono deve estar com a coleira e um saco plástico para limpar as fezes do bichinho.” Eduardo P., 12 anos, aluno do Colégio PH, Rio de Janeiro

João Pedro F., 14 anos, aluno do Colégio PH, vive no Rio de Janeiro. Foto: Arquivo pessoal
João Pedro F., 14 anos, aluno do Colégio P. Foto: Arquivo pessoal

“Sou totalmente a favor dessa lei porque sei o tamanho da felicidade que um animal pode transmitir. Porém, os culpados pelos pontos negativos podem ser banhistas irresponsáveis que acham que podem deixar seus animais andar sem supervisão pela praia. Com punições justas para aqueles que tentam burlar a lei, acredito que ela vai funcionar.” João Pedro F., 14 anos, aluno do Colégio PH, vive no Rio de Janeiro

Felipe B., 11 anos, aluno da Escola Eliezer Max, vive no Rio de Janeiro. Foto: Arquivo pessoal
Felipe B., 11 anos, aluno da Escola Eliezer Max. Foto: Arquivo pessoal

“Eu sou a favor, mas tem problemas que os cachorros podem causar numa praia, como atacar outras pessoas, fazer cocô e xixi no meio da areia, o que pode ser ruim por causa da sujeira na praia. Tinha que ter um grupo de pessoas para limpar a praia já que vai ter essa lei.” Felipe B., 11 anos, aluno da Escola Eliezer Max, vive no Rio de Janeiro

Fontes: Bom Pra Cachorro/Folha de S.Paulo, Diário do LitoralG1 e Portal Melhores Amigos.

Esta matéria foi originalmente publicada em versão reduzida na edição 140 do jornal Joca.

Enquete

Qual é o acontecimento mais esperado de 2020?

Comentários (1)

  • EMEF JENNY GOMES, DA.

    1 mês atrás

    Ai , eu adoro cachorros . Eu tenho um mais se ele fosse a praia , cavaria um monte de buracos , morderia as pessoas , não gosto nem de pensar.

Compartilhar por email