Por Martina Medina

No dia 24 de setembro, começou a valer uma lei que libera a presença de cães nas praias do Rio de Janeiro (RJ). O projeto foi aprovado em agosto pela Câmara de Vereadores e entrou em vigor no mês seguinte, depois que o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, não se manifestou nem contra nem a favor da regra. Até então, uma lei municipal de 2005 proibia a circulação dos animais entre os banhistas.

Segundo a nova lei, os tutores devem recolher as fezes do bicho de estimação, além de mantê-lo com coleira e andar com o certificado de vacinação do animal. A fiscalização para garantir o cumprimento
das regras está prevista.

Também pode ser criada uma faixa separada na areia para os cães circularem. Outras maneiras de colocar a lei em prática, incluindo aplicação de multas, ainda serão discutidas pela Prefeitura do Rio de Janeiro.

Pelo Brasil
Os cães são vetados na maioria das praias brasileiras. Confira algumas delas:

Florianópolis (SC): praia só para humanos, mas a Câmara dos Vereadores discute uma lei para criar um espaço para os  animais.

Santos (SP): cachorros só podem frequentar a areia no colo dos tutores. A multa é de 321 reais para quem descumprir a norma.

Salvador (BA): fiscais alertam tutores a retirar os cães das praias.

Riscos e cuidados
Flávio Moutinho, professor da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF), dá dicas para passear com cachorros em praias onde a prática é permitida.

Recolha as fezes – Elas podem transmitir doenças a seres humanos e animais.
Vacine e fermifugue – Protegê-los de doenças e vermes é importante para evitar riscos à saúde humana e de animais.
Use coleira – É preciso que o tutor consiga conter o animal se ele tentar avançar.
Proteja as patas – Leve o cachorro à praia antes das 10h ou depois das 16h, quando a areia não está tão quente.
Dê água fresca – O calor e o exercício fazem com que o bicho precise se hidratar.
Dê um banho após o passeio – Areia e água salgada podem representar risco de saúde ao animal.

O que eu penso sobre…
“Na minha opinião, os cachorros poderiam ir à praia, porém, somente com a carteira de vacinação em dia. E o dono deve estar com a coleira e um saco plástico para limpar as fezes do bichinho.” Eduardo P., 12 anos, aluno do Colégio PH, Rio de Janeiro

Caes-Praias-Rio-Depoimento-Edicao-140-Impresso
#pracegover: Eduardo usa short azul, camiseta branca e tênis preto. Ele sorri para a foto e segura um skate. Foto: arquivo pessoal.

Confira a opinião de mais crianças e jovens no site do Joca: jornaljoca.com.br.

Fontes: Bom Pra Cachorro/Folha de S.Paulo, Diário do Litoral, G1 e Portal Melhores Amigos.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 140 do jornal Joca.

Enquete

Na sua opinião, até agora, qual foi o fato mais importante de 2020 (além da pandemia do novo coronavírus)?

Comentários (0)

Compartilhar por email