Foto: Carlos Severo/ Fotos Públicas (30/06/2015)

As de 60 W, que eram as mais usadas, já estão proibidas desde 2015.
Comerciante que descumprir LEI pagará multa de R$ 100 a R$ 1,5 milhão.

A partir do dia  01 de julho será proibida a comercialização de lâmpadas incandescentes com potência de 41 a 60W que não atenderem os níveis mínimos de eficiência energética.

A fiscalização será feita nas lojas e quem desrespeitar a lei terá que pagar multas que variam entre R$ 100 a R$ 1,5 milhão, ainda de acordo com o Inmetro.

Ainda na sexta-feira, entra em vigor o prazo para restrição da fabricação e importação de lâmpadas de 25 a 40W, que terão de atender novos índices de eficiência.

Foto: Carlos Severo/ Fotos Públicas (30/06/2015)

 

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (0)

Compartilhar por email