O juiz federal Derrick K. Watson, do Havaí, bloqueou temporariamente nessa quarta (15) a nova ordem migratória do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

De acordo com o juiz, a medida viola a Primeira Emenda da Constituição do país, e prejudica a indústria do turismo e a capacidade de recrutar estudantes e trabalhadores estrangeiros.

O novo decreto de Trump entraria em vigor em 16 de março em substituição ao veto migratório que proibia, por 90 dias, a entrada de cidadãos de sete países com maioria muçulmana (Líbia, Sudão, Somália, Síria, Iraque, Irã e Iêmen).

Na primeira versão do veto migratório, o documento incluía também o Iraque, retirado da lista na última versão.

Donald Trump criticou a suspensão e afirmou que a decisão é um excesso judicial sem precedentes. Além disso, o presidente disse que, se necessário, irá à Suprema Corte para liberar o decreto.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email