No hotel Henn, em Sasebo, no Japão o recepcionista é um dinossauro robô e o porteiro é um carrinho automático que leva a bagagem do carro até o quarto.

O garçon é um drone que voa pelo saguão para entregar os petiscos.
Nos quartos, Tuly, um robô pequeno em forma de flor, diz as horas, o tempo, acende e apaga as luzes.

O hotel acaba de ser inaugurado e mais parece um parque de diversões pois a maioria dos seus funcionários é composta por robôs.

A ideia dos donos é economizar dinheiro pois esse tipo de empregado, não recebe salário.
A tecnologia está presente em muitos locais do hotel.

As chaves eletrônicas foram substituídas pelo sistema de reconhecimento facial. Ao se registrar o hóspede grava uma imagem digital de seu rosto e a usa para entrar no quarto e circular pelas áreas permitidas.

A estadia custa cerca de 9 mil ienes (R$ 250), muito barato no Japão, onde uma em um hotel chega a custar mais do que o dobro.

 

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (4)

  • emef prof Miguel Arnaldo Tosta

    3 anos atrás

    Nós achamos essa matéria muito interessante,por que gostamos bastante desse tipo de coisa,Nós queríamos muito conhecer esse hotel Natália e Ananda ?

  • Samuel Morais Drury

    5 anos atrás

    onde é

  • Jornal Joca

    4 anos atrás

    Oi, Samuel, o hotel é fica na Província de Nagasaki, no Japão. Obrigado por ler o Joca!

  • Samuel Morais Drury

    5 anos atrás

    da hora

Compartilhar por email