Resultado de imagem para mosul war ONU

O exército do Iraque quer tirar a cidade iraquiana de Mossul, do poder do Estado Islâmico, grupo terrorista que mata pessoas e conquista territórios.

Desde 2014, o EI, como é chamado, domina a cidade, que é a segunda maior do país.

As Forças Armadas iraquianas estão usando carros blindados, veículos que não podem ser atingidos por balas, para entrar em territórios dominados pelo grupo terrorista. Países como Estados Unidos e Reino Unido jogaram bombas no local para apoiar os iraquianos.

Resultado de imagem para iraque

Até agora, o exército iraquiano afirma que conseguiu libertar treze aldeias que eram controladas pelo Estado Islâmico e que ficavam a poucos quilômetros de Mossul. Ao longo do caminho, porém, os combatentes enfrentaram bombas e ataques suicidas dos inimigos, que, apesar das tentativas, não conseguiram matar ninguém.

Especialistas acreditam que há grande chance de o EI ser derrotado na cidade. Se isso acontecer, isso representará uma valiosa vitória, já que Mossul é o único território que o grupo terrorista ainda domina no Iraque.

Estima-se que, atualmente, um milhão de pessoas viva na cidade. Desse total, entre três e cinco mil indivíduos fazem parte do Estado Islâmico.

Mossul está destruída (foto: Anajure.org)

Depois que o grupo terrorista assumiu o controle da cidade, cerca de 500 mil pessoas fugiram do local. O Estado Islâmico, além de perseguir e matar inimigos, quando conquistou a cidade, anunciou que ali seria criado um califado, ou seja, um governo onde as leis e os costumes seguem os valores deles, islâmicos radicais.

Como muitos não concordam com esse novo sistema de governo e têm medo de serem atacados pelo grupo terrorista, a solução é escapar para outro lugar. Assim, eles se tornaram refugiados, pessoas que abandonam o local onde vivem em busca de melhores condições de vida em outro território.

Resultado de imagem para mossul unicef
Iraquianos de Mossul fazem fila para conseguir comida (foto: Unicef)

Além dos cidadãos iraquianos, o Estado Islâmico também prejudicou a vida de milhares de sírios. As pessoas que moravam na Síria também sofriam com as ações do grupo, que atualmente domina um grande número de territórios do país.

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email