#PraCegoVer: A fotografia exibe uma libélula-azul com grandes asas pousada em um galho fino. Crédito de imagem: Getty Images.

Quase metade (40%) da população de insetos corre risco de sumir do planeta nas próximas décadas por causa da perda de seu habitat, do aquecimento global, da agricultura e dos agrotóxicos usados nesse processo. A conclusão é de uma pesquisa feita com base em 73 estudos dos últimos 13 anos sobre o assunto. O relatório será publicado na edição de abril da revista Biological Conservation.

Como o volume de insetos diminui 2,5% a cada ano, daqui a cem anos muitos deles podem desaparecer da Terra, calculam pesquisadores das universidades de Sydney e Queensland, na Austrália, e da Academia de Ciências Agrônomas, na China.

Apesar de o risco de extinção atingir todos os animais, o processo com os insetos está ocorrendo oito vezes mais rápido e é duas vezes mais abrangente do que entre vertebrados como mamíferos, répteis e pássaros.

Abelhas, libélulas, borboletas, mariposas e besouros estão entre os mais ameaçados por, entre outros fatores, serem os mais atingidos pelas causas do processo de extinção. Por outro lado, o número de baratas e moscas deve aumentar. Mais adaptáveis, essas espécies devem ocupar o espaço deixado por outros insetos.

Os números se baseiam em dados da Europa e dos Estados Unidos, mas, como a agricultura intensiva (que tenta tirar o máximo de proveito da terra, reduzindo seus nutrientes) e as mudanças climáticas estão presentes em todo o mundo, eles refletem um cenário mundial, argumentam os cientistas.

Para os pesquisadores, uma das medidas que podem ser tomadas para frear o processo de extinção dos insetos é substituir pesticidas (produtos químicos que matam pragas, incluindo insetos) e fertilizantes sintéticos (que aumentam a produtividade da terra de forma artificial) por produtos menos prejudiciais ao meio ambiente.

Por que os insetos são importantes?
Eles controlam pragas, alimentam-se de animais e plantas mortas (ajudando na sua decomposição), melhoram a qualidade do solo, espalham sementes de plantas por meio da polinização e servem de comida para outros animais. Aves e peixes que se alimentam de insetos também podem ser prejudicados pelo declínio deles.

Fontes: CNN, G1, Kids News, RTÉ, ScienceDirect e The Guardian.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 126 do jornal Joca.

Enquete

Pelo o que você mais está esperando em 2022?

Comentários (15)

  • Enzo Henrique Silva de Assis

    1 mês atrás

    Eu não sabia que os animais cuidavam da Floresta

  • Nikoli

    2 meses atrás

    Legal.😃

  • Maicon

    3 meses atrás

    É bem importante as abelhas no mondo perto da minha casa tem uma comeia de abelhas e abelhas já fizeram um vês uma comeia na parede do meu quintal

  • Eliane Rodrigues

    5 meses atrás

    Muito interessante

  • geovanna perlotti

    1 ano atrás

    gostei muito

  • Ana Clara Seberino da Silva Sousa

    1 ano atrás

    Muito legal ?

  • Kelven

    1 ano atrás

    Legal e divertido

  • Sthe

    1 ano atrás

    Legal

  • Andressa A. Nascimento, 10 anos

    1 ano atrás

    Gostei dessa adição!!???

  • yasmin agata dos santo silva

    1 ano atrás

    oi para todo mundo meu nome a yasmin

  • ALEX

    1 ano atrás

    legal

  • Lucas da silva rodrigues

    1 ano atrás

    Gostei do vídeo e do texto uma reflexão que podera ajudar as pessoas pensarem .

  • Arthur

    1 ano atrás

    legal

  • Ryan Oliveira dos Santos

    1 ano atrás

    Muito bom a a matéria pois fala sobre o meio ambiente e da importância das abelhas para o ser humano

  • Ryan

    1 ano atrás

    Muito legal

Compartilhar por email