#pracegover: ilustração mostra livros, como os da saga Harry Potter, e gibis da Turma da Mônica saindo de dentro de um baú. Fotos: divulgação.

No dia 1º de abril, a escritora britânica J. K. Rowling, criadora da série Harry Potter, anunciou o lançamento de um novo site para que os fãs do mundo bruxo tenham mais opções de leitura e diversão durante o período em casa. Em Harry Potter At Home (harrypotterathome.com) é possível fazer atividades ligadas à história, como aprender a desenhar o animal fantástico Occamy e ler sobre os personagens. Outro autor com iniciativas para o período de quarentena é Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica. Ele fez o personagem Cascão, conhecido por não gostar de água, lavar as mãos. A seguir, saiba mais sobre essas e outras novidades no mundo da leitura.

Mais ações no mundo Harry Potter

Na escola: além da criação do site Harry Potter At Home, J. K. Rowling anunciou que professores do mundo inteiro estão autorizados a fazer vídeos deles mesmos lendo trechos dos sete livros da série para os alunos — sem pagar pelo uso da obra, algo chamado de direitos autorais. Os educadores podem fazer isso dentro de plataformas fechadas de educação (como o Google Classroom ou uma rede usada apenas pela escola). A permissão vai até 31 de julho. Para mais informações, acesse: bit.ly/potter-professores.

Audiobook para todos: o primeiro livro da série, Harry Potter e a Pedra Filosofal, está disponível gratuitamente em versão para escutar, em seis idiomas (alemão, espanhol, francês inglês, italiano e japonês). A plataforma que hospeda os áudios diz que permanecerá aberta enquanto as escolas estiverem fechadas — e há outras histórias por lá, além das de Harry Potter. Onde acessar: stories.audible.com/discovery

Mãos limpas e histórias gratuitas
Para ajudar a reforçar uma das principais medidas de prevenção contra o novo coronavírus, Mauricio de Sousa anunciou que o personagem Cascão agora lava as mãos. Uma imagem dele com outros personagens da Turma da Mônica, em frente a uma pia, foi publicada em uma rede social. Além disso, foram liberadas 188 histórias em quadrinhos para acesso gratuito até 25 de abril no aplicativo Banca da Mônica.

#pracegover: ao lado dos amigos, como Mônica, Magali, Cebolinha e Jeremias, Cascão lava as mãos em pia no banheiro. Imagem: divulgação

Leitura em vídeo
O projeto Storyline Online funciona com pessoas — algumas muito famosas, como a apresentadora norteamericana Oprah Winfrey — lendo histórias infantojuvenis em vídeo. O acesso é gratuito e, quando visto via YouTube, permite a mudança das legendas para o português. Onde acessar: storylineonline.net

Livros em aplicativos
Além dos livros físicos disponíveis para ler (ou reler) enquanto estiver em casa, uma boa ideia é experimentar livros digitais, que podem ser acessados gratuitamente dentro de aplicativos (usando a Apple Store ou a Google Play). Confira dois exemplos:

Amal (Carolina Montenegro e Renato Moriconi, Editora Caixote): uma garota de 12 anos precisa sair sozinha da Síria, país onde nasceu e vive, para fugir da guerra que acontece por lá. Por onde passa, Amal conhece várias outras crianças, de diversos locais e que estão na mesma situação.

• Nautilus (Maurício Boff e Fernando Tangi, Editora StoryMax): é uma adaptação do livro Vinte Mil Léguas Submarinas, de Júlio Verne. Na história, um professor e seu empregado começam uma viagem e vão parar em um submarino.

Texto publicado na edição 147 do jornal Joca.

Enquete

Você conhece alguém que já tomou a primeira dose da vacina contra a covid-19?

Comentários (7)

  • MIGUEL

    9 meses atrás

    amoooooooooooo Joca e amoooooooooooo ler

  • Gustavo

    10 meses atrás

    muito legal

  • ALEXANDRE

    10 meses atrás

    Esse Joca e demais

  • arthur

    10 meses atrás

    poxa vida é muito legal

  • arthur

    10 meses atrás

    uau que demais!

  • mariaeduardasilva

    10 meses atrás

    Gostei muito! 😊

  • mariaeduardasilva

    10 meses atrás

    Gostei muito! 😊

Compartilhar por email