Texto enviado para o Joca em 1º de julho de 2020

Antigamente, na Europa, as pessoas possuíam hábitos de higiene muito precários. Elas não tinham o costume de tomar banho nem de lavar as mãos, ou seja, de se higienizar todos os dias. Então, quando os portugueses chegaram ao Brasil, eles estranharam, pois viram que os indígenas eram muito limpos e tinham costumes muito incomuns para eles como o de tomar até três banhos por dia.

E isso acontece até hoje na rotina dos brasileiros. Já alguns europeus não ligam muito para esse hábito. 

Com a chegada dos produtos de beleza e higiene ao Brasil, as pessoas começaram a se cuidar ainda mais e ficaram mais vaidosas com a aparência. Ao longo do tempo, elas também foram adquirindo mais conhecimento por meio de pesquisas e foram criando uma variedade de produtos de higiene, chuveiros elétricos, privadas, meios de ter água encanada e esgotos. Essas ações serviram para que toda uma população passasse a ter mais cuidado com a higiene e limpeza e, por consequência, muitas doenças foram evitadas. Também houve uma queda na taxa de mortalidade e significativo aumento na expectativa de vida.

No entanto, em meio a uma pandemia, parece que várias pessoas ainda não entenderam que a questão da higiene é um hábito muito importante para a saúde e prevenção de doenças graves. É lamentável!

Enquete

Na sua opinião, até agora, qual foi o fato mais importante de 2020 (além da pandemia do novo coronavírus)?

Comentários (0)

Compartilhar por email