O parlamento da Áustria aprovou, no dia 14 de maio, uma lei que proíbe alunos de escolas do ensino fundamental I de usar vestimentas ideológicas ou religiosas que cubram todo o cabelo ou boa parte dele, como o véu usado pelas mulheres muçulmanas.

A medida foi aprovada graças aos votos da maioria dos representantes do Partido Popular Austríaco (ÖVP, na sigla em alemão) e do Partido da Liberdade da Áustria (FPÖ, na sigla em alemão). Na opinião de um dos deputados do ÖVP o véu é uma tentativa de limitar a liberdade das mulheres e a nova norma pretende romper com essa ideia.

Contrários à lei
A medida provocou indignação em grupos islâmicos, como a comunidade de muçulmanos na Áustria, que afirmou em nota que a lei “só contribuirá para a segregação e discriminação contra as meninas muçulmanas”. Além disso, a organização prometeu recorrer à Justiça para derrubar a lei.

Muçulmana no Brasil
Yara A., de 14 anos, nasceu na Síria e mora no Brasil há seis anos. Ela usa o véu sempre que vai a lugares públicos e diz que, na opinião dela, a lei aprovada na Áustria é “injusta com as meninas muçulmanas”. “Cada um tem a sua religião e seus costumes. Eu não proibiria uma pessoa de outra religião de praticar os costumes dela”, afirma.

Outros países
Não é só a Áustria que tem leis sobre o uso do véu. A França, por exemplo, veta o uso de véus que cubram o rosto todo em lugares públicos. Na Holanda, a proibição em casos de rosto coberto vale para transportes e edifícios públicos, como escolas e hospitais

Entenda mais
Islã = religião milenar que prega a paz e a harmonia entre as pessoas.
Véu = a religião islâmica dita que, ao chegar à adolescência, as meninas devem começar a usar véu, como sinal de modéstia.

Fontes: DW, EFE, G1, O Profeta do Islam – Muhammad, Nexo, Reuters, Telegraph e The Guardian.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 132 do jornal Joca.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email