Dezenove milhões de pessoas passavam fome no Brasil em dezembro de 2020, número que corresponde a cerca de 9% da população brasileira. O dado é de uma pesquisa divulgada em 5 de abril, feita pela Rede Penssan (Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional).

Segundo o estudo, a região brasileira mais afetada em dezembro era a Norte, onde 18,1% das casas tinham pessoas que passavam fome. Em seguida na classificação vinham: Nordeste, em que 13,8% dos lares tinham pessoas passando fome; Centro-Oeste, com 6,9%; Sul e Sudeste (juntas, as duas regiões somavam 6%).

A pesquisa também mostrou que 116,8 milhões de brasileiros, ou seja, 55,2% da população, enfrentavam insegurança alimentar, isto é, passavam fome (insegurança alimentar grave) ou não dispunham regularmente de uma quantidade suficiente de alimentos para ter uma vida saudável (insegurança alimentar leve ou moderada). Esse número corresponde a mais de duas vezes a população da Argentina.

Para fazer o levantamento, foram entrevistados moradores de 2.180 casas de todos os estados do Brasil e do Distrito Federal. Ao todo, foram ouvidos 6.872 indivíduos, incluindo cidadãos que vivem em áreas rurais e urbanas.

#pracegover: em Belo Horizonte (MG), homem carrega no ombro cesta básica e na outra mão um cacho de bananas. Ele usa máscara e boné. Foto: Pedro Vilela/Getty Images

Impactos da pandemia
As dificuldades econômicas enfrentadas durante a pandemia estão diretamente ligadas ao número de pessoas que não obtêm uma quantidade satisfatória de comida no dia a dia.

Metade dos entrevistados no estudo afirmou que a renda da família diminuiu com o avanço da covid-19, o que fez com que muitos tivessem que parar de comprar itens essenciais, como alimentos. O Brasil terminou o ano de 2020 com taxa de desemprego de 13,5%, a maior desde 2012.

Para enfrentar a fome e a insegurança alimentar, a pesquisa sugere que os governos invistam em programas que ajudem a população mais vulnerável. Uma das medidas sugeridas pelo estudo é o auxílio emergencial, programa que concede um valor mensal a famílias gravemente afetadas pela pandemia (saiba mais sobre o retorno do auxílio emergencial na edição 167 do Joca).

Grafico-Fome-Brasil
#pracegover: o gráfico traz a evolução da fome no Brasil ao longo do tempo, entre os anos de 2004 e 2020. Uma legenda traz as seguintes informações: em amarelo, segurança alimentar (pessoas que têm à disposição regularmente uma quantidade satisfatória de alimentos); em azul, insegurança alimentar leve; em vermelho, insegurança alimentar moderada; em laranja, fome. *Os dados de 2004, 2009 e 2013 são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad/IBGE); de 2018, da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF/IBGE); já os de 2020 são do estudo da Rede Penssan. Imagem: reprodução jornal Joca

Fontes: O Globo, Olhe Para a Fome e site oficial Penssan.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 168 do jornal Joca

Enquete

O que você mais tem feito pela sua saúde mental durante a pandemia?

Comentários (0)

Compartilhar por email