Paraty (RJ) - Crianças leem na tenda da biblioteca, no centro da cidade como parte da Flipinha, evento voltado para as crianças na Flip (Tomaz Silva/Agência Brasil)

A 14ª Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) – ou “Flip das mulheres”, como está sendo chamada por causa do recorde de participação feminina convidadas, – começou na quarta-feira com um show de abertura feito por  jovens poetas que fizeram protestos políticos e contra o racismo e a cultura do estupro.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A escritora Marina Miyazaki Araujo participa da roda de conversa na tenda da biblioteca, no centro da cidade como parte da Flipinha, evento voltado para as crianças na Flip.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Durante a semana de evento Paraty sediará diversas atividades relacionadas ao mundo dos livros, como rodas de conversas e palestras, por exemplo.

A 14ª edição da Flip acontece de 29 de junho a 3 de julho e a autora homenageada será a poeta Ana Cristina Cesar, expoente do movimento Poesia Marginal.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Enquete

De qual capa do Joca em 2022 você mais gostou até agora?

Comentários (0)

Compartilhar por email