Países como Alemanha, França, Bélgica, Espanha e Inglaterra registraram aumento no número de novos casos de covid-19 nas últimas semanas. Segundo o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, esse crescimento está relacionado, em parte, ao comportamento dos jovens durante o verão (entre fim de junho e fim de setembro no hemisfério norte).

Para as autoridades de saúde, depois que muitas nações europeias flexibilizaram medidas de segurança, parte da população, especialmente a mais jovem, teria começado a circular pelos espaços públicos sem usar máscara ou manter o distanciamento adequado. “Eles [os jovens] devem ter responsabilidade em relação a si mesmos, a seus pais, avós e comunidades”, disse Ghebreyesus em entrevista à rádio britânica BBC.

Governos europeus começaram a adotar medidas para conter novas infecções. Na região espanhola da Catalunha, por exemplo, bares e casas noturnas receberam, no fim de julho, ordens para fechar por duas semanas. Já na Bélgica, é preciso fazer reserva pela internet para entrar em praias, evitando aglomerações.

Segunda onda
Autoridades dizem que o continente europeu pode estar passando agora pela segunda onda do vírus. Ou seja, esta seria a segunda vez neste ano que haveria um crescimento grande no número de casos. Nos gráficos, veja a situação de novos casos na Espanha e na França.

Grafico-Espanha-Coronavirus-Edicao-154
#pracegover: gráfico, na cor verde, mostra variação de casos novos (em milhares) por período na Espanha, entre março e julho. Há crescimento em julho. Imagem: OMS.
Grafico-Franca-Coronavirus-Edicao-154
#pracegover: gráfico, na cor laranja, mostra variação de casos novos (em milhares) por período na França, entre março e julho. Há crescimento em julho. Imagem: OMS.

Correspondente internacional
“Moro em Canterbury, no sul da Inglaterra, e não temos muitos casos por aqui. Não precisamos usar máscara nas ruas, mas em lugares fechados é exigido máscara e distanciamento. Aqui é bem tranquilo, mas estive na praia de Margate, a 30 minutos de onde moro, e estava lotada, sem distanciamento nenhum! Achei preocupante, porque os casos no país estão aumentando e pode ter a segunda onda”, Mariana L., 15 anos, da Inglaterra

Fonte dos gráficos: OMS.

Esta matéria foi originalmente publicada na edição 154 do jornal Joca.

Enquete

Na sua opinião, até agora, qual foi o fato mais importante de 2020 (além da pandemia do novo coronavírus)?

Comentários (1)

  • leonardo

    1 mês atrás

    eu amo quando a minha escola me passa joca

Compartilhar por email