Os Estados Unidos e a Coreia do Sul realizaram nessa terça-feira (05/07) testes de mísseis balísticos em resposta ao lançamento de um míssil intercontinental realizado um dia antes pela Coreia do Norte.

Os disparos dos modelos Hyunmoo-21, sul-coreano, e ATACMS, americano, ocorreram por ordem dos presidentes Moon Jae-in e Donald Trump, e foram em direção ao Mar do Japão.

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul afirmou que o projétil lançado pela Coreia do Norte poderia atingir o território americano, e que possui capacidade para percorrer entre 7 mil e 8 mil quilômetros.

Segundo a rede de televisão estatal norte-coreana, o “ensaio” com o míssil foi acompanhado pelo líder do país, Kim Jong-un (foto abaixo).

O secretário de Estado americano, Rex Tillerson, afirmou que os Estados Unidos condenam fortemente os testes com as bombas e mísseis que Kim Jong-un tem feito e que o país “nunca aceitará uma Coreia do Norte armada com aparato nuclear”.

O secretário ainda falou sobre a necessidade “de uma ação global” para deter a ameaça mundial que representa o desenvolvimento do programa nuclear da Coreia do Norte.

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, pediu uma reunião urgente do Conselho de Segurança para abordar o lançamento do míssil.

Alcance do míssil

Crédito: NEXO Jornal

O míssil de Kim Jong-un foi lançado de uma base aérea militar na cidade de Kusong, no noroeste da Coreia do Norte. Segundo a agência estatal norte-coreana de notícias KCNA, o projétil alcançou altitude máxima de 2.802 quilômetros e atingiu uma distância de 933 quilômetros em 39 minutos.

Por se tratar de um “teste”, o míssil não estava carregado.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (4)

  • prof_villares

    4 anos atrás

    Muito triste ver toda esta situação no mundo .

  • EE Henrique Dumont Villares

    4 anos atrás

    Houve um desentendimento entre os Países, onde cada um fez uma demonstração de força para o mundo.

  • Julio Cesar Tarabai Luz Toledo

    4 anos atrás

    Que perigoso

  • arthur balsanelli de lima

    4 anos atrás

    Isto é um absurdo!Espero que isso acabe logo,estou preocupado com o alcance do míssil.

Compartilhar por email