Crédito: U.S. Pacific Command

Após o míssil balístico lançado pela Coreia do Norte que sobrevoou o Japão em direção às águas do Pacífico, a Força Aérea dos Estados Unidos e da Coreia do Sul realizaram exercícios militares sobre o território comandado por Kim Jong-un, nesta quinta-feira, 31 de agosto.

Crédito: U.S. Pacific Command

As manobras foram feitas por dois bombardeiros supersônicos B-1B e quatro caças furtivos F-35B norte-americanos e caças sul-coreanos. Os exercícios tinham o objetivo de simular bombardeios sobre alvos norte-coreanos.

Esse tipo de exercício entre os EUA e a Coreia do Sul, que às vezes envolve o Japão, são interpretados pela Coreia do Norte como uma simulação de invasão.

Na última quarta-feira, o presidente Donald Trump mostrou irritação com Kim Jong-un, e afirmou que “conversar não é resposta” para tentar resolver os impasses com os norte-coreanos.

Crédito: U.S. Pacific Command

Apesar das declarações de Trump, o secretário de Defesa norte-americano, Jim Mattis, disse que o país ainda tenta soluções diplomáticas.

Na terça-feira, após o disparo da Coreia do Norte sobre o território japonês, o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) condenou o lançamento.

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (3)

  • Carolline Würzius Weber

    4 anos atrás

    Eles podiam sentar e conversar em vez de lutarem

  • Jornal Joca

    4 anos atrás

    Pois é, Carolline, o diálogo é sempre o melhor caminho. Obrigado por ler o Joca. ;-)

  • prof_villares

    4 anos atrás

    Quanta falta de amor desses países . è muito triste ler tudo isso.

Compartilhar por email