A nova Lei de Combate ao Bullying (13.185/15), aprovada pela presidente Dilma Rousseff em novembro de 2015, já está valendo em todo o Brasil e obriga escolas e clubes a prevenir e combater esse tipo de violência. Como muitas vezes o bullying é confundido com “brincadeira”, na nova lei existe até a proibição de fazer graça e algazarra.

Em muitas escolas a violência já era resolvida com trabalhos de prevenção entre os alunos que trazem resultados bem positivos. Com a ajuda do colégio, os alunos aprendem a resolver os conflitos de maneira tranquila, controlam os sentimentos e têm atitudes mais sensatas.

Isso é bom para o aprendizado das matérias e para as amizades. É o que comprova uma pesquisa feita em São Paulo. Com a ajuda dos programas anti bullying, 80% dos alunos se sentiram melhores. Mais de 71% afirmaram que o relacionamento com os colegas melhorou e 54% estão mais tolerantes a opiniões contrárias.

Para a advogada especializada no assunto Alessandra Borelli, “a melhor maneira de prevenir e combater o bullying é quebrando o silêncio, abordando o tema com os pais, alunos e professores”.

Para saber mais, acesse: www.nethicsedu.com.br

Enquete

Há quanto tempo você é leitor do Joca?

Comentários (0)

Compartilhar por email